Subeme la radio/Mach für mich das Radio lauter

15. Februar 2018

Súbeme la radio/Mach für mich das Radio lauter
Tra-tráeme el alcohol/Bring mir alkohol
Súbeme la radio que esta es mi canción/Mach das Radio lauter, denn dieses  mein Lied ist
Siente el bajo que va subiendo/Fühl den Geruch, der kommt hoch
Tráeme el alcohol que quita el dolor/Bring mir Alkohol, denn  den Schmerzen wegnimmt
Hoy vamos a juntar la luna y el sol/Heute bringen wir den Mond und die Sonne zusammen
Súbeme la radio que esta es mi canción
Siente el bajo que va subiendo
Tráeme el alcohol que quita el dolor
Hoy vamos a juntar la luna y el sol
Ya no me importa nada/ Es ist mir alles egal
Ni el día ni la hora/Weder der Tag oder die Stunde
Si lo he perdido todo/Ja, ich habe alles verloren
Me has dejado en las sombras/Du hast mich in Schatten gelassen
Te juro que te pienso/  Ich verschwöre, ich denke an dich
Hago el mejor intento/ Ich gebe mein bestes
El tiempo pasa lento/Die Zeit vergeht langsam
Y yo me voy muriendo (y yo me voy muriendo)/Und bin am sterben
Si llega la noche y tú no contestas/wenn die Nacht kommt und du nicht antwortest
Te juro me quedo esperando a tu puerta/Ich verschwöre, ich bleibe vor deiner Tür
Vivo pasando las noches en vela/Ich bleibe wahr durch die Nächte
Y sigo cantando bajo la luna llena/Und ich singe leise unter Mond voll
Súbeme la radio que esta es mi canción
Siente el bajo que va subiendo
Tráeme el
Amo minhas horas de Zumba,
o espanhol,
o rítimo,
a música…
Beijos

Share This:

Declarando Amor

11. Februar 2018

Um toque de gentileza

na frieza

na inquietude

de uma alma

entrelaçada

em tantos destinos

tão calados,

sofridos,

incompreendidos,

fascinantes

em seus mundos cinzas,

caóticos,

bizarros,

sedentos de empatia,

compreensão,

redenção.

O privilégio de se me sentir

 uma bailariana

se sobrepõe às dores

do dia a dia.

 

Beijos para todas as estrelas do universo

que cairam por aqui!

 

Share This:

Nachdenken/Reflexão

15. Januar 2018

 

 

„Pflege das Leben wo du es triffst“

 

                        „Cuide da vida, onde você encontrá-la“

Share This:

„Pedra no sapato“

14. Januar 2018

Sim, vivenciamos a todo vapor o ano novo. Desculpem-me se não escrevi nenhuma mensagem de natal ou de desejos de feliz ano aqui ou em qualquer rede social. Estive muito ocupada com as pessoas que estão por perto de mim e que não tem acesso à redes socias ou nem sequer conhecem o significado do termo „mídia“, a

vector illustration of green clover picture

qual comparo com cada vez mais frequência à um balão vazio rodopiando por ai, sem rumo, nem eira  e nem beira. Algumas vezes busco, nas horas de descanso,  mensagens com substância e nem sempre encontro. O vazio da aparência me sufoca. Ando nestes últimos tempos  me redescobrindo como eu mesma. Me sinto quase que nua perante algumas análises de mim mesma, do mundo que me cerca e do mundo de forma generalizada. Me percebo muitas vezes como uma „pedra no sapato“ das pessoas com as quais convivo, o que me trás muitas vezes a pura sensação de desconforto. Eu gostaria de simplesmente estar representando o meu papel de „pessoa“ neste mundo, com todas as suas habilidades, marcas, sucessos, insucessos e incapacidades, mas o dia-a-dia me atrai para profundas reflexōes sobre o destino de pessoas marcadas de solidão e incompreensão. Uma luta se trava dentro de mim sobre como não sair da minha própria zona de conforto e comprar brigas que não são as minhas.  Acabo me envolvendo nestas batalhas, nas quais nem sempre saio ganhando. No entanto me sinto feliz ao perceber que sou capaz de abalar algumas estruturas e  a noite colocar a cabeça no travesseiro e dormir. A paz na consciência não tem preço. Simplesmente estar de bem conosco mesmos significa qualidade de vida.

Sim, é ano novo! Sim, são novos e velhos desafios! O teatro político, econômico e social invade nossas vidas através dos meios de comunicação, mas no fundo o que conta mesmo são nossas batalhas pessoais e cotidianas. Desejo para você, de coração, muita força, saúde e persistência para a luta diária. Persiga seus sonhos, insista em suas qualidades e não desista jamais de suas verdades mesmo que se sinta muitas vezes uma pedra no sapato das pessoas. Independente de anos novos ou velhos persista em suas positivas convicções de sociedade, de mundo. Vale a pena!

Beijos!

Uma semana espetacular!

Share This:

kokosnusskuchen/ etwas tropiches in winter

30. November 2017

Es lohnt sich!

Zutaten für 12 Stück:

Boden:

03 Eier

02 Tassen (Tee) Zucker

03 Tassen (Tee) Mehl

03 EL Butter

01 Tasse (Tee) Milch

01 EL Backpulver

Belag:

01 Dose Milchmädchen

200 ml Kokosmilch

01 Päckchen Kokosraspel

 

Zubereitung:

Boden

Eier, Zucker, Butter in einen Rührschüssel geben. Mit dem Mixer schlagen bis cremig wird. Mehl und Milch dazu geben und wieder ganz gut mit dem Mixer rühren. Zuletzt Backpulver geben und alle Zutaten kurz rühren. In eine gefettete Form füllen und im auf 170°C vorgeheizten Ofen ca. 40 Minuten backen. Wenn fertig ist, überall  Löcher machen.

Belag:

Milchmädchen und Kokosmilch gut mischen. Auf dem noch heißen Boden verteilen. Kokosnussraspel verstreuen.

Abkühlen lassen (etwa 3 St),

dann servieren!

 

Guten Appetit!

 

 

Share This:

10 Mandamentos

20. November 2017
10 Gebote für gelassene Frauen

Bom para praticar!

Para Mulheres descontraídas, segundo a autora Ursula Nuber:

I. Você deve se posicioanr ao lado brincalhão da vida

II. Você deve tornar sua vida o mais simples possível

III. Você não deve se deixar consumir através da rotina

IV. Você deve evitar o stress das decisões

V. Você deve acreditar na força do seu interior

VI. Você deve ter o controle sobre você mesma

VII. Você deve saber distinguir amigos de inimigos

VIII. Você não deve se preocupar em demasia

IX. Você deve imitar o estilo de vida dos gatos

X. Você deve se encontrar

 

Lendo, caiu a ficha (de novo) que tenho muito o que aprender!

 

Beijos e linda semana

para meninas e meninos!

 

 

Share This:

De Mulher para Mulher!

6. November 2017

Realmente um guia prático para a auto-realização. Vale a pena ler!

São tantos os desafios, lembranças, inspirações e impulsos internos e externos que com certeza este post será absurdamente confuso. Ainda tenho as sensações da Sicilia no meu corpo, depois dos dias lindos de sol vivenciados na ilha italiana. Uma nova etapa em minha vida profissional se inicia no próximo mês, o que me causa uma mistura de alegria e tristeza ao mesmo tempo. A perda para o universo de um ente muito querido  e por último as palavras e mensagens certeiras de uma grande mulher, mãe, profissional, escritora e amiga:  Sandra Santos – em (Re) descobrindo quem é você – rodopiando na cabeça.

Sim, com certeza nós mulheres somos malucas, sonhadoras e muito batalhadoras. Exigimos de nós mesmas muito mais do que deveríamos. Esquecemos rápido do que tão arduarmente conquistamos e vamos nos  dividindo em tantos pedaços para auxiliar as pessoas que amamos ou/e então àquelas que precisam de nossa ajuda para dar o próximo passo na direção da vida. Contudo, na próxima manhã, nos aprontamos para os novos dasafios que nos aguardam na vida profissional/ pessoal, paralelemente nos martirizamos por nossas falhas das horas anteriores e buscamos incansavelmente „dar o melhor de nós mesmas“. O fato é que nesta árdua tarefa, nos esquecemos de exigir algo daqueles que nos rodeam.

Se vocês me pemitem um conselho: não se esquecem de si mesmas! Este é o meu atual desafio! Ser feliz comigo mesma e minhas realizações, não me sentir „usada“ e ao mesmo tempo contribuir para dias melhores para todas as pessoas que participam, direta ou indiretamente do meu dia-a-dia.

Com certeza é muito difícil driblar esta nossa capacidade „Multitasking“, a qual Sandra cita também em seu livro, mas  penso eu  que  com uma certa dose de humor …  e algo mais … sim, é possível!

Para você saber mais sobre  a Sandra e sua trajetória profissional, bem como seus projetos literários acesse o Seite da Autora o qual é também muito interessante e cheio de dicas práticas para quem saiu do Brasil para se aventurar em terras germânicas.

 

Beijo!

Linda semana!

 

 

 

Share This:

Verdades e Valores

23. Oktober 2017

Para se pensar: Uma dessas raras, inteligentes e lindas mensagens que se lê na mídia. Me encantou tanto que não posso deixar de publicar aqui no meu canto virtual.

Nenhuma estrela subestima outra estrela; algumas brilham mais, outras brilham menos. Mas nem por isso são adversárias.
Nenhuma ave julga o vôo ou o canto de outra ave, todas são livres para cantar e voar.
O lírio não inveja a orquídea, e esta não menospreza o botão de rosa prestes a desabrochar, pois todos perfumam conforme seus dons e carismas.
Não há rivalidade entre entre as árvores, se dá mais frutos ou se outra demora anos para produzir. A seiva é igual em todas; não há distinção nem discriminação.
O sol não se incomoda com o passeio das nuvens, pois a chuva tem a sua vez e a sombra tem seu espaço.
Na fauna, nenhum animal se envergonha por não saber nadar ou por não saber voar. Alguns são mais ferozes, outros mais pacatos e amorosos, porém não reclamam do que têm, nem de como vivem, e não desperdiçam o que lhes é dado, não desobedecem e amam ao Criador sobre todas as coisas.
E o arco-íris?Oa, ele não se queixa de manifestar tão poucas vezes com suas sete cores mágicas. Tambbém nunca criticou a lua que paira todas as noites com suas quatro fases.
O verão dá boas-vindas ao outono, que deseja prosperidade ao inverno, que saúda com alegria a chegada da primavera, e esta acolhe com flores o regresso do verão.
O peixe foi feito para borbulhar, a fêmea para parir, o lobo para uivar, a serpente para rastejar, o vento para soprar… e nós, humanos?
Qual a razão de tanta desarmonia social? Como podemos evoluir se nosso íntimo está em ruínas?
Contemplemos a sábia harmonia da natureza. Percebamos que existe uma característica para cada organismo, um espaço para cada espécie, um dom para cada ser; e nesse cenário de perfeita sincronia e harmonia, há algo de infinito de que devemos participar e que devemos construir com nossos gestos e virtudes.
Oxalá sobre toda a mística universal que nos rege, nós, seres humanos, possamos nos aproximar de um passarinho sem que ele fuja, de uma planta sem feri-la, conviver com os animais sem agredi-los, respeitar a vida e os direitos dos semelhantes, oferecendo-lhes flores, poemas, sorrisos, canções…
Então a natureza contemplará a sábia harmonia dos seres humanos.

LUIZINHO BASTOS – Delfim Moreira/ MG/ Brasil – Outubro de 2017

Beijos com carinho e uma linda semana!

 

Kein Stern unterschätzt einen anderen Stern; einige leuchten heller, aber  sie sind keine Gegenspieler.
Kein Vogel beurteilt den Flug oder das Lied eines anderen Vogels, alle sind frei zu singen und zu fliegen.
Die Rose beneidet die Orchidee nicht, und die Orchidee verachtet nicht die Rosenknospe, die sich nach ihren Gaben und Charismen für alle Parfüme schenken.
Es gibt keine Rivalität zwischen den Bäumen, wenn sie mehr Früchte trägt oder wenn es noch ein paar Jahre dauert, bis sie produziert werden. Der Saft ist in allen gleich; es gibt keine Unterscheidung oder Diskriminierung.
Die Sonne stört den Spaziergang nicht, denn der Regen ist an der Reihe und der Schatten hat seinen Platz.
In der Fauna schämt sich kein Tier dafür, nicht zu wissen, wie man schwimmt oder nicht weiß, wie man fliegt. Einige sind hart, der andere ruhigsten und liebevoll, aber nicht beschweren, was sie haben oder wie sie leben, und nicht verschwenden, was ihnen gegeben wird, nicht ungehorsam und Liebe, den Schöpfer aller Dinge.
Und der Regenbogen? Oj ja! Er beschwert sich nicht über wir selten er mit seinen sieben magischen Farben gesehen wurde. Er hat auch nie den Mond kritisiert, der jede Nacht mit seinen vier Phasen hängt.
Der Sommer begrüßt den Herbst, der im Winter Wohlstand wünscht, der mit Freude die Ankunft des Frühlings begrüßt, und es begrüßt mit Blumen die Rückkehr des Sommers.
Der Fisch wurde zum Blasen gebracht, das Weibchen gebären, der Wolf heulen, die Schlange kriechen, der Wind blasen … und wir Menschen?
Was ist der Grund für so viel soziale Disharmonie? Wie können wir uns entwickeln, wenn unser innerstes Wesen in Trümmern ist?
Betrachten wir die weise Harmonie der Natur. Wir erkennen, dass es für jeden Organismus ein Merkmal gibt, für jede Spezies einen Raum, ein Geschenk für jedes Wesen; und in diesem Szenario vollkommener Synchronisiert und Harmonie gibt es etwas Unendliches, an dem wir teilnehmen müssen und das wir mit unseren Gesten und Fähigkeiten aufbauen müssen.
Ich wünsche auf allen Universal-mystische uns regeln, wir Menschen können einen Vogel nähern, ohne dass er weg läuft, eine Pflanze ohne es zu schädigen, mit den Tieren leben, ohne sie zu beschädigen, das Leben und die Rechte zu respektieren während wenn wir  ihnen Blumen, Gedichte, Lächeln, Lieder anbieten …
Dann wird die Natur die weise Harmonie der Menschen betrachten.

LUIZINHO BASTOS – Delfim Moreira; MG/ Brasilien, – Oktober 2017

Share This:

„Carreira é mais importante para as mulheres do que filhos“

30. September 2017

Pesquisa: O que as mães esperam do Estado

Berlim: As prioridades de vida entre homens e mulheres se assemelham cada vez mais. Este é o resultado de uma pesquisa da Revista feminina „Brigitte“. O desejo de „igualdade“ é grande, mas ainda não se concretizou, afirmou Brigitte Huber  (chefe redatora) durante a apresentação dos resultados da pesquisa “ Minha vida, meu emprego e eu“.

2000 homens e mulheres entre 18 e 69 anos responderam à perguntas relacionadas à carreira, ao desejo de ter filhos, salários e  serviços domésticos. As respostas apontam na direção de que as mulheres nos dias atuais têm fortes ambições, assim como os homens de seguirem uma carreira. Sobre o significado/importância do trabalho – o peso é equivalente para homens e mulheres. Apenas para as mulheres (82%) é mais importante do que para os homens (74%) o contato com  pessoas no campo profissional. Sem dúvida, para ambos  a flexibilidade financeira e as atividades significativas no dia-a-dia que o trabalho proporciona são fundamentais.

Tornarem-se mães pelo contrário, não é realmente um aspecto prioritário para as mulhures no se refere à realização pessoal, afirma Brigitte Huber.  A independência financeira para 94% das entrevistadas é absoluta prioridade. Apenas 68% mencionaram sobre  o desejo de se tornarem mãe.

Esta nova prioridade feminina se explica, segundo a técnica em comunicação e sexóloga Christiane  Funken  (Universidade Técnica de Berlim) através dos altos índices de separação e o medo da pobreza na velhice. (…). A verdade é que ainda é muito difícil  se conciliar a vida profissional com as responsabilidades de mãe e os deveres de casa. Como alternativa para a superação deste entrave, as entrevistadas sugerem um aumento signifitivo do valor (Kindergeld)  repassado pelo Estado (através de impostos ) para as famílias, mais flexibilidade de horários de trabalho e outras formas de atendimento  às crianças independentemente do círculo familiar.

 

Tradução livre „Karriere ist Frauen wichtiger als Kinder“ – Rhein- Hunsrück- Zeitung

 

Uma drástica realidade!

Para se pensar. Nós Mulheres somos realmente muito  mais que mão-de-obra…

 

Beijos e uma linda  semana!

 

Share This:

Outono, despedidas, incertezas…

28. September 2017

“ O ser humano tem três formas de agir com sabedoria: a primeira através da reflexão, esta é a mais nobre. A segunda através da imitação, esta é a mais fácil e a terceira através da experiência – esta é a mais amarga“.

Este com certeza é um ditado chinês que combina perfeitamente com o meu estado de espírito atual, principalmente a terceira alternativa, assim como a estação do ano que nos alcança no hemisfério norte. A nostalgia do outono misturada com a neblina diária e as cores das folhas que se despedem de uma fase da vida – caem bem com o meu estado de espiríto nas recentes semanas. Depois da euforia da formatura e a ansiedade por causa dos novos desafios, minha nova rotina de vida começou de uma forma inesperadamente positiva, mas como tudo que é bom dura pouco, outras semanas de muita provação me envolveram de tal forma que  me sinto doente de corpo e alma. Ontem estive pensando o que fazer para chacoalhar/ eliminar a poeira sinistra que se infiltra nos meus poros, espantar o desânimo físico e espiritual. Planejei e até fiquei feliz com a possibilidade de ir prá minha Zumba sessão-terapia, mas estava tão cansada que me joguei no sofá, peguei o livro de auto-ajuda (10 Gebote für gelassene Frauen/ 10 mandamentos para mulheres descontraídas) para ler… Em dez minutos não conseguia mais me concentrar, embora o livro seja muito interessante. Hoje, depois de uma noite mal dormida, resolvi tentar colocar em palavras a frustração do lado avesso. Penso muitas vezes em como é fácil escrever sobre vitórias e alegrias e como é complicado expor as fragilidades, mostrar as feridas e cicatrizes. Me sinto também intimidada por „chorar de barriga cheia“. Caramba o mundo está cheio de pessoas que batalham tanto por oportunidades, outras que buscam diariamente a sobrevivência. Como acho triste a ruminação por problemas tão pequenos quando comparados às catastrofes naturais, sócio-econômicas e políticas que se abatem sobre o nosso planeta ♥

Pronto já me sinto melhor!

Beijos e

tudo de bom!

Share This: