Contato

11 Responses to “Contato”

  1. Olá, Neusa,

    Acompanhei o lançamento do seu livro o Paraíso sem Bananas, através do blog da Mel, na Alemanha Tem… e gostaria muito de ler. Por gentileza me informar onde encontro para comprar em São Paulo.

    Um abraço,

    Josy Galvão

  2. Neusa diz:

    Oi Josy, tudo bem? Obrigada por escrever-me! Muito bacana saber do seu interesse em ler “O Paraíso…”. Infelizmente em Sao Paulo nao tenho um ponto de vendas, senao em Itajubá- MG. No entanto, o livro pode ser enviado para você através da Claudia (minha representante) via correio. Se estiver bem para você podemos trocar informacoes via e-mail.
    Um grande abraco e tudo de bom!

  3. Olá, Neusa,

    Agradeço a sua resposta. Por gentileza me envie os contatos da Claudia por e-mail que acerto a compra do livro com ela.

    jgalvao@hotmail.com

    Um abraço,

    Josy Galvão

  4. Neusa diz:

    Oi Josy, obrigada pelo seu interesse! Já entrei em contato com a Claudia e ela se prontificou a enviar um exemplar para você no comeco da próxima semana, via Sedex. Vou escrever um e-mail para você com informacoes adicionais.
    Espero muito poder ler outras notícias suas – comentários, críticas, sugestoes…
    Lindo fim de semana!
    Grande abraco.

  5. Lina diz:

    That takes us up to the next level. Great postnig.

  6. Olá, Neusa, tudo bem com você?

    Não recebi o seu e-mail, e na correria só agora parei para te informar.
    Continuo ansiosa para desbravar o “Paraíso das Bananas”.Ficarei no aguardo do mesmo.

    Um grande abraço,

    Josy Galvão

  7. Sorry, me empolguei, ” O Paraíso sem Bananas”!

    Bjs,

    Josy Galvão

  8. Neusa diz:

    Oi Josy, tudo bem sim! Agora melhor com um verao de verdade! Poderia durar mais que uns poucos dias…
    Fico contente pelo seu interesse em meu livro, havia me esquecido da nossa última “conversa”. Me envie seu endereco e enviarei um exemplar, com muito prazer, para você! Olhei a sua página e você me pareceu muito entendida em futebol, interessante! Minha filha mais nova gosta muito de jogar futebol. Em todas as pausas na escola bate bola com os colegas de classe – acho curioso o mundo do futebol, mas me sinto estranha nele…
    Um grande abraco e tudo de bom!

  9. Olá Neusa,

    Vou ficar na torcida para que o seu verão dure um pouco mais. Fico feliz por você ter visitado o meu blog, faço uma pequena miscelânea com artigos de outros veículos também, pois não consigo escrever sobre tudo. Mas, na seção Artigos do Batom e Futebol, sou eu que escrevo, faço toda a cobertura do Campeonato Alemão, que é a minha verdadeira paixão, inclusive tento assistir todos os jogos, fico sem final de semana, porém feliz! Na verdade sou uma curiosa do futebol, e o meu grande sonho é fazer a formação de técnico UEFA/FIFA para um dia poder trabalhar na Alemanha. Talvez sonhe alto demais, pois enxergo o futebol por um outro prisma, acredito que antes de ser uma atividade física, o futebol é uma atividade humana, pode promover grandes transformações e agregar valores no mundo que vivemos. Que legal que sua filha gosta de futebol, como atividade física é uma das mais completas, mesmo não seguindo carreira vai ficar mais bonita.
    Mais uma vez agradeço a sua atenção e quando vier ao Brasil vamos marcar um café!
    Beijos,

  10. Quando estava ficando mais gostoso ainda acabou! Este foi o sentimento que tive quando acabei de ler o “Paraíso sem Bananas”. Livro escrito pela Neusa Cortez e que traz de forma simples e suave, as experiências reais de quem viveu na Alemanha Socialista. A Neusa conseguiu retratar a história nua e crua de forma simples e suave, entre um café e outro com os seus novos amigos, nos deixando com vontade de descobrir mais e mais. Apesar de não ter nenhum laço de sangue com a Alemanha, sou apaixonada pelo o país. A minha paixão começou com o futebol (que acompanho de perto, apesar da distância) e hoje trilha por todas as vertentes, quanto mais descubro sobre o país e seu povo mais me envolvo e me encanto. “O Paraíso sem Bananas” me mostrou um lado da história que conhecia apenas o que foi contado nos bancos escolares, pude ler narrativas reais de pessoas comuns que viveram experiências muito fortes, mas que dentro dos seus limites levam as suas vidas da melhor forma possível. Neusa, através do seu livro não descobri apenas a escritora, mas também uma figura humana incrivel, que soube aproveitar o seu momento de adaptação (difícil) em uma terra totalmente estranha e transformar este momento em algo enriquecedor e positivo. Continue a desbravar as terras germânicas e nos traga as suas descobertas através de outros livros. Um grande abraço,
    Josy Galvão

  11. Neusa diz:

    Oi Josy, muito obrigado por escrever-me! Valorizo muito fedebeeks e sou carente deles. Sei que tenho muito a aprender, mas oportunidades para isso só mesmo “acertando/errando/desistindo/recomecando” diretamente em prática. Estou trabalhando sim em um segundo projeto, mas nao tenho ainda uma previsao para publicar, porém vou compartilhar algo com você assim que tiver organizado os meus rascunhos e planos.
    Quando você vier para cá nao deixe de incluir minha regiao e minha vila no seu roteiro! Tenho muitas coisas para te mostrar!
    Um grande abraco e tudo de ótimo para você e sua família!

Leave a Reply

*