Nós

Minha alma danςa

na lembrança

de dias inocentes

misturados

com nuances

de esperança…

Eu agora,

quase me perco,

percorrendo salas vazias

de alegrias perdidas,

almas doloridas

em tardes frias…

 

Como dói a insanidade,

como suportar a explosão

de sentimentos

do abandono

do desalento

da abstinência de amor…

olor, calor…

 

Pelo sim,

pelo não,

beijos.

 

 

 

Share This:

Schlagworte: , ,

Kommentieren

*