Prevenir é melhor que remediar – parte 1:

Klaro - dicas maravilhosas!

Como escrevi no meu último post, eu gostaria muito de divulgar aqui algo que li esta semana no jornal do Projeto Klasse 2000. Sao orientacoes muito interessantes direcionadas  para toda a família e também profissionais interessados em ajudar e atuar de forma eficiente na prevencao do vício: sao 7 sugestoes, as quais de forma resumida vou descrever abaixo:

  1. Criancas precisam de seguranca emocional: nao basta às criancas que digamos à elas que a amamos, devemos demonstrar através de atitudes este sentimento – o que significa:

_ Nao existem pais 100% perfeitos. Enquanto os conflitos, brigas e discordâncias nao tomem conta da relacao e pendam até mesmo para a agressao constante e física – nao há nada tao grave. Devemos ter, no entanto, a clareza para tomar as atitudes corretas em momentos decisivos, nao devemos recusar sem um motivo óbvio e realmente sério em  “pegar nossos filhos no colo”, quando eles reclamam o mesmo;

_Após uma discussao ou briga,  dar um tempo para os envolvidos na mesma e para nós mesmos –  devemos, no entanto estar preparados para a reconciliacao mesmo quando estamos seguros que o nosso posicionamento seja correto, devemos sinalizar com um gesto (mesmo que mínimo) de carinho que estamos abertos para uma conversa, pois dói muito para uma crianca quando nao recebe qualquer sinalizacao de reconcialiacao. As criancas experimentam suas emocoes de forma mais direta, dura e intensiva que nós adultos;

_Também  quando estamos cansados, estressados, sem tempo ou em situacao de conflito devemos afirmar para a crianca –  olhando em seus olhos – que apesar de tudo  ela pode estar absolutamente segura que  é amada por nós do jeito que é;

As criancas precisam da seguranca do sentimento de amor e aceitacao por parte de outra pessoa para encontrarem em si mesmas estes sentimentos,  nao necessitando  futuramente de fugir, através do vício,  dos conflitos e angústias internas;

2- Criancas precisam de reconhecimento e confirmacao: todos nós sabemos que as criancas precisam de elogios. Quando nos perguntamos sinceramente quantas vezes elogiamos e quantas vezes criticamos, seremos surpresos ao constatarmos que as críticas brotam muito mais facilmente nos lábios que os elogios. Nós adultos devemos nao só elogiar os resultados obtidos pelas criancas, mas também os esforcos para tais. É muito importante elogiarmos os esforcos delas para a aquisicao de melhores resultados em suas atividades e comportamentos. Nao podemos ou devemos nos deixar influenciar pelos resultados tidos como “os melhores” e pressionar nossos filhos na direcao do “sucesso”. Logicamente todos desejamos “o melhor” para nossos filhos porém nao devemos em hipótese alguma sobrecarregá-los constantemente em direcao ao “resultado ideal” – temos a obrigacao de apoiá-los, incentivá-los e elogiá-los no esforco para atingirem o mesmo.

3- Criancas precisam de espaco livre e estabilidade: os pequenos necessitam das próprias experiências. Apesar do nosso instinto de super ou simplesmente protecao devemos dar espaco para as criancas para vivenciarem na própria pele suas experiências, pois somente assim elas terao possibilidades de compreenderem a realidade em torno de si e também vivenciarem o real sucesso após o esforco que dispensaram para as acoes. A super protecao é tao perigosa quanto o abandono. As criancas têm o direito de suas conquistas mais particulares. Nosso papel é ajudá-los nas descobertas, nao o de mostrar todos os detalhes do caminho ou mesmo os atalhos. Pais que fazem absolutamente tudo por seus filhos tiram as possibilidades das mesmas de crescerem ao vivenciarem os próprios fracasssos e sucessos. Elas terao muitas dificuldades para se tornem independentes. O que nao significa deixar de impor limites. Nao se preocupar com regras/limites  significa também abandono. Antigamente as “proibicoes” eram as orientacoes mais corretas, atualmente sabe-se que elas nao funcionam  mais – está claro que para nós o que funciona chama-se “estabilidade” – exemplos: em umas das refeicoes diárias: estarem juntos e terem tempo para conversarem sobre as atividades do dia ou antes do sono – quinze minutos de leitura ou uma vez por semana praticarem juntos uma modalidade esportiva… Espaco livre e estabilidade permitem à crianca possibilidades para a vivência pessoal do “sucesso” /orientacao positiva e protejem as criancas e jovens da busca de auto afirmacao/satisfacao através de meios externos e artificiais que poderao levá-las ao vício e a destruicao de si mesmas. (…)

No próximo post vou estar compartilhando com vocês as outras 4 sugestoes. Hoje sinceramente nao posso mais ler, pensar, traduzir. Estou muuuuuuuuito cansada!

Beijos e lindo fim de semana!

Tags: , , , , ,

Leave a Reply

*