Sensationell!

Doce sabor de vitória...

Sptize!! Prima! Super toll!… Assim mesmo é como eu me sinto hoje! Escrevi em alemao porque no momento só penso em alemao, nao porque eu realmente tenha planejado, mas só porque nas últimas semanas me tornei mais íntima do idioma, penso que estou até mesmo me apaixonando por ele. Por livre escolha? Claro que nao… eu sempre detestei os ös… üs… äs… por exemplo. Ainda pior, já me peguei transtornada quando tinha que prestar muita atencao ao ter que comecar uma pergunta pelo verbo, ou com os pedacinhos de verbos como an – rufen (telefonar), porém  quando você tem quer dizer: eu telefono para você,  nao se pode em hipótese alguma dizer: Ich anrufe dich, preste atencao que anrufen é um “akkusativ” (ob.direto), ou seja você tem que usar o “dich” nao o “dir” – “Dativ” (ob. indireto), mas: Ich rufe dich an. Sabe quê? Eu quis morrer com estas pequenas sílabas que compoem muitos verbos e que dependendo da frase têm que ser ditas no final… quando estava tentando aprender alemao numa escola em Koblenz eu me peguei várias vezes desesperada por pensar que jamais seria capaz de me lembrar de falar no final da frase estes pedacos de palavras… confesso, tempos muito difícies!

Atualmente? Difícil também, mas (Aleluia!) nem tanto. Porém, este post nao se refere a minha relacao com o idioma alemao, mas sim com o meu útimo sucesso ao obter a minha licenca para trabalhar como coordenadora de atividades desportistas e recreativas. E o melhor ainda é que tenho boas perpectivas para aplicar diretamente os conhecimentos obtidos. Contudo tenho que admitir que foi mais difícil do que eu imaginava… foi quase agonizante… principalmente as provas!  A prova teórica – ca de 10 páginas com um tempo de 60 min para concluir. A prova prática… “um parto”. Alguns dos meus colegas alemaos estavam sob pressao enorme também e super nervosos. Eu pensava: e de mim? o que será? Era uma tortura só pensar no meu pobre vocabulário na área esportiva… dezenas de termos, expressoes eu estava ouvindo lá pela primeira vez na minha vida e num idioma nao tao simples para mim como o português ou espanhol.

Nao quero agora me vangloriar, senao compartilhar e quem sabe incentivar outras pessoas a se jogarem em certas aventuras que exigirao uma boa dose de estress e colocarao os nervos à prova, mas com certeza ter a oportunidade de superar certos obstacúlos nos proporcionam a sensacao de renascimento e sobretudo nos colocam em paz conosco mesmos. Superar o medo do vexame, da decepcao do fracasso nao é fácil, mas o sabor do sucesso vale a pena! Assim, nao devemos nos estagnar na tortura da insatisfacao pessoal, senao arregacar as mangas e ir à luta… a vida é curta, devemos vivê-la com muita intensidade!

Beijos e linda semana!

Tags: , , , ,

Leave a Reply

*