Spielen- jogar; brincar; crescer

Educar é envolver-se de corpo e alma.

O fim de semana prolongado, mas que ( na verdade) foi muito curto já terminou faz horas. De certa forma só agora tenho a sensação de estar só e com uma vontade inabalável de desperdiçar “uma horinha” aqui. Me sentindo 10 anos mais jovem e fresca, após me proporcionar o luxo de uma ducha bem demorada acompanhada da minha mais recente, surpreendente e deliciosa descoberta para um pilling de corpo e alma: meu sabonete preferido, nada mais que super chic – Natura/Ekos Buriti (sem querer fazer propanda extra, mas o que é verdade tem que ser dito! ) – gostaria muito de compartilhar especialmente o que vivenciei ontem pela manhã ao acompanhar as crianças (minhas e outras mais) na festa esportiva anual que é organizada por todos os professores e funcionários da escola.

A festa em  nível federal chama-se “Bundes Jugend Spiele” (Jogos Nacionais da Juventude), onde os alunos competem entre si em diferentes modalidades esportivas, porém o objetivo básico é envolvê-los nas atividades esportivas. Considero muito interessante o como as crianças aqui sao incentivadas a praticarem esportes, tanto faz se nas escolas, através das associalções municipais ou iniciativas privadas. Me pego, sem querer, comparando o incentivo que eu mesma recebi para praticar esportes enquanto criança e adolescente e fico feliz por minhas filhas terem a oportunidade de experimentarem com mais intensidade e prazer diversas atividades físicas. Ontem foi a primeira vez que Vic participou desta festa, pois frequenta a 1a série. Estava entusiasmada e feliz com a novidade e não chegou a estar em um 1° lugar, mas participou de todas as atividades com muita disposição e demonstrou “estar em forma”, como resultado tem o seu “Wettkampf  Teilnahmeurkunde” (Certificado de participação na competição). Laura, como já desde 2008 participa teve mais motivos ainda para comemorar – sua auto-estima estava ontem quase que nas alturas, pois recebeu o seu primeiro “Ehrenurkunde” – Certificado de Honra – demonstrou estar na sua melhor forma atingindo 843 pontos. Para mim, enquanto mãe, foi uma experiência muito linda observar minhas duas filhas saudáveis e ativas em plena ação. Me alegrei muito também por Laura que está sempre batalhando para obter melhores resultados tanto  em matemática, alemão (sem tanta motivação) quanto na sua performance física. Ela estava se sentindo tão segura ao final do dia como poucas vezes em sua vida. Este é um aspecto muito valioso da obtenção de resultados positivos, a elevação da própria auto-estima, não absolutamente para sentir-se “melhor” que os outros, mas tao somente para sentir-se maduro e forte para novos desafios. Aqui eu compartilho o meu amor e a minha preocupação de mãe desde que observei que social, diplomaticamente minha 1a filha sempre foi 10 ou 1(no sistema alemão), mas na área cognitiva se é possível pontuar Ela adquire o 7 (no sistema alemão um 3) ou seja, há sempre trabalho!

No entanto, o que aprendi nas áreas pedagógica e psicológica no meu tempo de Magistério e FAFI somadas a minha intuição feminina têm me ajudado bastante a ajudar Laura a superar as próprias dificuldades – o que representa um processo cheio de desafios, com algumas lágrimas de crocodilo quando ela se vê na obrigação de se dedicar algumas horinhas extras aos cálculos e à gramática, porém ao obter sucesso nas atividades Ela mesma percebeu que resultados positivos são muito mais doces que resultados negativos. Educar é uma opção de vida e dura para sempre. Me sinto feliz por ter feito esta opção de vida. Espero estar me preparando para os outros tantos desafios que me aguardam… com certeza!

Tags: ,

Leave a Reply

*