Artikel-Schlagworte: „Aniversário“

„O Pequeno Príncipe“ faz aniversário

Samstag, 6. April 2013

Só se vê bem com o coracão. Saint-Exupéry

Um pequeno herói, mas com uma grande e profunda história: há 70 anos, em 06.04.1943 – O pequeno príncipe de Antoine  de Saint-Exupéry foi publicado em Nova York, cidade na qual o francês piloto de guerra e escritor estava vivendo. Porém  „Saint-Ex“ (assim o chamavam seus amigos) não chega a vivenciar o sucesso do seu pequeno príncipe loiro. Após um ano da publicaςão do livro, com apenas 44 anos, falece o escritor e piloto.

Hoje a obra de aproximadamente  100 páginas está na lista dos livros não-religiosos mais vendidos. Seu aniversário está sendo comemorado  com edição especial de jubileu nos Estados Unidos, onde o livro foi pela primeira vez, através da editora Reynal, publicado.  Também na Franςa, em lyon, onde em 1900 Exupéry nasceu e em Montreal, onde o autor encontra-se várias vezes com  Bernard Valiquette, seu editor.

Em alemão, o livro foi lanςado no mercado em 1950, assim aqui em três anos se comemora os 60 anos do „Pequeno Príncipe“. O qual encanta diferentes grupos de leitores, pois seu conteúdo é universal. O pequeno livro que foi concebido para crianças é lido por pequenos e grandes em diferentes culturas, religiões e ambientes. A estória de um princípe que vive só em um planeta com sua rosa e três vulcões foi traduzido em mais de 110 idiomas. O livro em uma linguagem atemporal oportuna aos adultos a olharem o mundo como crianças e as crianςas a perceberam o mundo como os adultos. Paralelamente sua mensagem nos fomenta a pensar criticamente sobre os  valores decadentes das sociedades modernas de massa  e nos desenha claramente a imagem de um mundo ideal. Um mundo no qual as pessoas vêem e negociam com o coraςão (…).

„O pequeno príncipe é um apelo por mais sensibilidade e solidariedade entre as pessoas. Exupéry foi um humanista. Ele olhou a morte várias vezes nos olhos. A ideia do seu bestseller, inclusive, Ele obteve após sobreviver a um pouso de emergência no deserto do Sahara. Ele apenas sobreviveu porque foi encontrado, dias depois, por beduínos (…).

Saint-Exupéry tornou-se conhecido nas décadas de 30 e 40, através de suas obras: „Correio Sul“, „Vôo da Noite“, „Terra de Homens“. A publicação de „O pequeno príncipe“ decepcionou os leitores de Exupéry, que esperavam um posicionamento político  com relaςão a guerra. No entanto quando Ele conta sobre a viagem do „Pequeno Príncipe“ pelo planeta estava vivendo em Nova York, mas sofria muito com a situação de guerra no continente europeu e sonhava com um mundo melhor. Deste sonho Ele permitu que seus leitores em todo o mundo tomasse parte.

O Pequeno Príncipe é e permanecerá um livro clássico – um fenômeno!

Traduςão: „Der kleine Prinz“ wird 70 von Sabine Glaubitz, Rhein-Hunsrück-Zeitung Nr: 80, 06.04.2013

Lindo fim de semana!

Beijos

Share This:

Parabéns Reno e Região!

Dienstag, 26. Juni 2012

Região do Reno Central - em 27.06.2002 o título, mais do justo de "Patrimônio da Humanidade"

No „Reno Central“ será comemorado o título de „Patrimônio da Humanidade“– entre Bingen e Koblenz um aniversário muito especial será comemorado. Há dez anos esta área alemã foi registrada como Patrimônio Mundial. Isto significa que a área é considerada importante e linda. Especialistas internacionais da Unesco decidiram naquele tempo que esta região e todas as suas peculiaridades geográficas e históricas devem ser mantidas e preservadas. A Unesco é composta por profissionais representantes de 195 países, osquais decidem por exemplo se uma região preenche os critérios para a obtenςão  do título de „Patrimônio Mundial“. Na região do Reno, as pessoas se sentem felizes e orgulhosas por viverem em uma área dominada  „Zona de Patrimônio Mundial“ até porque este título atrai turistas de outras regiões e países para que encontrem mais motivos ainda  para fazerem férias nesta área. Recebemos visitas de muitos países, os quais têm oportunidade de compartilharem do encantamento dos muitos castelos e palácios, além da possibilidade de fazerem longos passeios a pé por trilhas bem cuidadas através de caminhos muito interessantes, nos quais encontram-se paradas para ótimos „comes e bebes“. Os habitantes da região se alegram muito sobre a festanςa de aniversário, mas Eles têm também preocupaςões, sendo uma delas o transtorno e o barulho que os trens de carga provocam ao  atravessarem esta região. Quando este transtorno desaparecer, então haverá um motivo a mais para se comemorar!

Beijos.

Traduςão texto da coluna: Kindernachrichten  – Am Mittelrhein wird das Welterbe gefeiert/ Rhein-Hunsrück-Zeitung n° 146, 26.06.2012

Share This:

Independência ou morte!

Mittwoch, 7. September 2011

"Brasil, terra boa e gostosa... vou cantar-te nos meus versos..."

Hoje é o dia da Independência do Brasil. Por certo para uma grande parcela da populacao brasileira ainda nem pensar em sair da cama. Me lembrei agora mesmo dos meus dias de escola primária quando marchávamos pelas ruas curtas de Wenceslau Braz ao som da banda composta por alguns militares condecorados  e muitos soldados. Década de 70 – os militares estavam no poder. Enquanto que para os críticos do regime tudo parecia obscuro, eu vivia uma infância muito tranquila, linda e nao sabia o significado do termo „ditadura“. O dia 7 de setembro era uma marca especial do calendário escolar e para a marcha ensaiavámos seriamente todos os dias durante várias semanas. Penso que assim como eu, quase todas as criancas se divertiam com o fato de podermos sair de nossas carteiras de sala de aula e podermos nos movimentar pela ruas e observar a curiosidade das pessoas olhando pelas janelas de suas casas. O máximo foi quando eu fui escolhida num ano daqueles para ser chefe de pelotão. Eu quase explodi de orgulho ao marchar com uma bandeira, nao me lembro de qual – só me lembro que achei uma pena que nao fosse  a do Brasil ou de Minas (grandes e lindas!), acho que foi a do município… na verdade, independente da bandeira, eu estava feliz em ser a chefe do pelotao, apesar de nunca ter tido talento para chefia. Porém, minhas recordacoes daquele dia tao distante e quase perdido do passado sao positivas – o sol brilhava assim como os meus sapatos de verniz que apertavam um pouco os meus pés, mas eram tao bonitos que compensavam o incômodo. Minha camiseta branca e saia de pregas estavam impecavelmente limpas e passadas, mas o mais chic  eram minhas meias 3/4 com pequenas bolas do lado. Na minha funcao de chefe de pelotao eu tive ajuda algumas vezes de uma das professoras que nos acompanhavam. Como o dia era especial, depois da marcha, asteamento das bandeiras e discurso das autoridades, recebemos um lanche especial (muito bem mercido!) – acho que arroz de forno e no fim da manha estávamos voltando para casa no ônibus azul e recendo pela milésima vez bronca de um ou outro soldado porque colocávamos a cabeca para fora da janela. Todos os dias tínhamos que desafiar os rapazes, e tentar mais uma vez sentir o vento batendo contra o rosto. As lembrancas sao muitas. Por que será que quanto mais o tempo vai passando, voltamos com mais frequência para os primeiros anos de vida? Detalhes da infância, músicas, brincadeiras, momentos especiais ou nao…  Penso agora em como isso deve ser difícil para as pessoas que tentam colocar o passado em gavetas e trancá-las a 7 chaves.

Bem, eu gostaria também de compartilhar que sinto saudades do Brasil e sinto muito estar tao distante neste dia especial de comemoracao da nossa independência política de Portugal. Politicamente o Brasil é livre a apenas 189 anos, e apesar de tantos problemas principalmente com a corrupcao burocrática temos que admitir que os avanços sao enormes. Vivemos democraticamente e o país é administrado por uma mulher. E algo inacreditável aconteceu nos últimos anos sob a administracao de Lula, ficamos livres do FMI. Sinto muito orgulho do Brasil!

Parabéns Brasil!

Beijos.

Share This:

Magia…

Dienstag, 30. August 2011

Flores de Koblenz exclusivas para você!

é o que tomou parte da minha rotina nos últimos dias. Nao, infelizmente nao é o caso que agora eu possa fazer mágicas – apesar que muitas vezes já me peguei pensando em como prático seria poder com num estalar de dedos deixar tudo organizado e brilhando por aqui para eu poder sem peso na consciência me dedicar aos meus hobbys ou fazer algo mais produtivo para a massa cinzenta, pois os afazeres domésticos sao entediantes, exaustivos, repetitivos e todos os enxergam como uma obrigacao inerente ao papel de esposa e mae. O pior de tudo é que quando tudo está em ordem ninguém nota, ninguém faz qualquer observacao, mas quando você nao teve tempo para os servicos que estao sempre te esperando… a família contrariada reclama, sem pestanejar, com certo mal humor. Aqui em casa tenho me empenhado em envolver os meus 3 nas tarefas domésticas, principalmente no domingo, quando têm mais tempo. Depois de certa discussao o príncipe e as princesinhas estao mais atentos ao que podem fazer para me ajudar na cozinha, etc… outro dia, muito brava, falei para os três: „se eu fosse camelo, estaria no deserto!“ Nao obtive qualquer resposta ou reacao, mas neste domingo tudo já „funcionou“ melhor. Domingo também comomeramos o aniversário da Vic. A festinha com os amigos será na sexta. No domingo comemoramos em família ao visitarmos a Exposicao Federal de Jardins (BUGA) em Koblenz. Domingo sim pude realmente apreciar os jardins, construcoes e tudo mais que foi exclusivamente organizado para este evento. O passeio foi muito bom para todos nós, ainda tivemos a sorte de ao fim da tarde contarmos com sol, céu azul e uma temperatura muito agrádavel. Chegamos em casa um pouco tarde para um domingo, mas estávamos felizes pelo dia e também com a felicidade da aniversariante.

Bem o fato de eu ter comecado este post escrevendo sobre magia significa que agora pouco estava eu de novo pela milésima vez ouvindo músicas de Bibi Blocksberg – uma „bruxinha“ muito linda, inteligente e bondosa. Nao sei se em outras partes do mundo ela é conhecida, eu particularmente a conheci aqui na Alemanha através da Laura, a qual assim como muitas outras criancas sao fãs da Bibi  e por isso mesmo estou trabalhando (tentando!) coreografias com o tema Bibi. Tenho até sonhado com ela, sua vassoura (Kartoffelbrei), Tina e cia. Sinceramente? difícil!!!! Até porque coloquei na cabeca que gostaria de originalidade num estilo meio rebelde e sobretudo dançante… dançar neste país é algo tao diferente que no nosso… ser capaz de deixar-se livre, embeber-se e movimentar-se com o rítmo da música. Só isso, nada mais… este é um grande e delicioso desafio! Que os anjos me ajudem! Que os anjos nos ajudem! Amém…

Outras imagens de domingo exclusivas (para você!) da minha câmera:

Beijos.

Share This:

40+/ uma homenagem

Freitag, 19. August 2011

"A vida é curta: beije devagar, ria alto, ame intensamente e perdoe rápido". O. Aleph

Ontem Laura teve aniversário. Comemoramos de um jeito bem discreto e carinhoso. Amanha temos um passeio  com outras três amigas para continuarmos a festa. Minha filha na noite anterior nao pôde pegar no sono – entre outros motivos, com certeza, a ansiedade pela chegada de uma data tao especial atropelou o sossego necessário para que ela pudesse relaxar e dormir na sua própria cama. Acabou, como ocorre sempre nestas situacoes, dormindo comigo. Nao me incomodo, pelo contrário, é bom saber que pertinho de mim ela, assim como Vic se sentem tao confortáveis que mesmo em momentos meio complicados de suas vidas conseguem esquecer tudo e dormir – coisas  entre mae e filhas (os)!

Nos próximos dias Vic também faz aniversário. Já distribuiu os convites para a festinha e está muito nervosa na organizacao das brincadeiras que vamos fazer no jardim.

O mês de agosto é repleto de aniversários de pessoas muito especiais e queridas, o que o torna ainda mais interessante e emocionante. No entanto eu gostaria através deste post prestar uma homenagem especial à todas as mulheres que ultrapassaram a marca dos 40, assim como eu. O mais interessante é que esta homenagem foi escrita por um homem – logicamente muito inteligente e sensível – Arnold Jabor.

A medida que envelheço e convivo com mulheres, valorizo mais ainda as que estão acima dos 40. Elas definitivamente não se importam com o que você pensa, mas se dispõem de coração a te ouir, se você tiver a intenção de conversar.
Se ela não quer assistir ao jogo de futebol na TV, não fica à sua volta resmungando, pirraçando… vai fazer alguma coisa que queira fazer…e geralmente é alguma coisa bem mais interessante.
Ela se conhece o suficiente para saber quem é, o que quer e principalmente quem ela quer, elas definitivamente não ficam com quem não confiam. Mulheres se tornam psicanalistas quando envelhecem, você nunca precisa confessar seus pecados… elas sempre sabem…e não adianta se quer tentar disfarçar.
Ficam lindas quando usam batom vermelho. O mesmo não acontece com mulheres mais jovens… Por que será, heim?
Mulheres mais velhas são diretas e honestas, elas te dirão na cara se você for um idiota, um imaturo ou caso esteja agindo como um! Você nunca precisa se preocupar onde se encaixa na vida dela, basta agir como Homem e o resto deixe que ela faça…
Sim, nós admiramos as mulheres com mais de 40 anos!
Infelizmente isto não é recíproco, pois para cada mulher com mais de 40 anos, estonteante, bonita, bem apanhada, sexy, e bem resolvida, existe um homem com mais de 40, careca, pançudo em bermudões amarelos, bancando o bobo para uma garota de 19 anos ou desmerecendo o mulherão que tem.

Senhoras, eu peço desculpas por eles: não sabem o que fazem!

Para todos os homens que dizem: ‚Porque comprar a vaca, se você pode beber o leite de graça? ‚, aqui está a novidade para vocês: Hoje em dia 80% das mulheres são contra o casamento e sabem porquê?

‚Porque as mulheres perceberam que não vale a pena comprar um porco inteiro só para ter uma linguiça!‘..

Nada mais justo!

Acho também

Beijos e obrigada à duas grandes amigas – Rita e Cecília – que me enviaram esta mensagem prá lá de interessante!



Share This:

Israel – História e dor.

Dienstag, 24. Mai 2011

Saiba, lembre-se e nao cometa os mesmos erros!

Há 63 anos atrás Israel foi denominado „Estado“, ou seja Israel é um jovem país. Antes, por longos anos, os judeus nao tiveram um país próprio. Eles viveram espalhados em diversas áreas do planeta, principalmente nos países europeus – inclusive Alemanha. Os judeus, onde quer que estivessem, sempre tiveram que batalhar muito contra preconceitos e perseguicoes. No entanto, a perseguicao que sofreram na Alemanha – a partir do ano de 1933, quando Adolf Hitler assumiu o comando político do país – foi muito grave. Ele tinha como objetivo a dizimacao do povo judeu. Durante a Segunda Guerra Mundial foram, infelizmente, seis milhoes de judeus assassinados. Quem pôde fugiu do país ainda antes do início da Guerra. Muitos foram para a América para fugir da fúria e loucuras nazistas. Milhares, fugiram para a regiao onde os seus antepassados viveram, ou seja onde hoje localiza-se o Estado  Israel. Esta regiao foi há 2000 anos atrás uma das áreas mais importante do Reino Judaico até que os Romanos a invadiram e se apossaram da regiao. Assim, os habitantes desta regiao – os judeus, se viram desapatriados e por questoes de sobrevivência, se espalharam por muitos países nos diferentes continentes. Os sucessores dos romanos na regiao que antes pertencia aos judeus foram os árabes.

Após a derrota de Hitler e o fim da Segunda Guerra Mundial, os sobreviventes judeus solicitaram um país próprio, um território onde eles se sentissem em seguranca e em liberdade (algo totalmente compreensível!). No entanto, depara-se com um outro grande problema – há séculos, o território que antes pertencia à eles foi ocupado pelos árabes, denominados  Palestinos – os quais assim como os judeus construíram nesta área „Cidades Santas“, ou redutos religiosos do Islã (Religiao oficial própria). Assim nao admitiram simplesmente abandonar a regiao. O conflito estava evidente e na busca de uma solucao para o mesmo, políticos de quase todos os países do Planeta – no ano de 1947 –  optaram por dividir a regiao em Estado Judeu e Estado Árabe. Os judeus concordaram com a saída diplomática e a aceitaram, mas os Palestinos a recusaram. Quando entao, meio ano depois David Ben Gurion (represente político judeu) conclamou o Estado (País) de Israel, explode uma guerra na regiao – Estados Árabes nao reconhecem o novo país. Israel ganha a guerra, porém, infelizmente nao a paz. É o ínico do conflito constante que existe na regiao do Oriente Próximo.

Depois da guerra, Israel se apossa de várias regioes Arábicas e expulsam os Palestinos que viviam nestas áreas. Os quais fugiram para o reduto Árabe na regiao – Faixa de Gaza e Ocidente da Jordânia.  Infelizmente, a tensao perdura até os dias atuais. Muita violência e sofrimento fazem parte da História dos dois povos, apesar das tentativas de resolucao destes conflitos – por parte de vários políticos do mundo todo. Assim, violência e dor também, para o desgosto de todos nós, estiveram presentes durante as comemoracoes de aniversário da fundacao do Estado de Israel.

Sinto muito! Es tut mir Leid!  I’m sorry!!

Lo Siento mucho!

אני מצטערת

Texto base: traducao „Israels Geschichte“, escrito por Sonya Ross – Rhein Zeitung (21.05.2011)

Share This:

Aniversário?

Donnerstag, 14. April 2011

Prosit! Saúde! Salud!

Fazer aniversário tem também o seu lado positivo! Nunca pensei em escrever um post sobre o meu aniversário, mas me senti hoje tao confortada com o carinho dos meus três e com alguns e-mails de amigos que nao posso assim deixar „passar batido“. Desde ontem minhas filhas preparam presentes e surpresas para mim – tao doces! Meu marido andou se preocupando com o presente, mas acabou nao optando por nenhum e eu para tranquilizá-lo o informei que ficaria contente se ele contribuisse com 50% do pagamento da minha „nova“ máquina de costura. No entanto hoje foi tao gentil que preparou o café da manha e organizou um castical. Recebi dois desenhos lindos, verdadeiras obras-de-arte (aos meus olhos corujas!) com declaracoes de amor por parte de Laura e Vic. Daqui a pouco vou me encontrar com amigas num café para papear, o que faz um bem tremendo. Assim tenho muitos motivos para comemorar. Quanto a idade nao é fácil pensar sobre ela, muito menos dizer ou escrever os números, mas pensando positivamente tenho que admitir que estou em uma fase nao das piores e fisicamente, nao estou naquela forma de 10 anos atrás, mas em compensacao tenho minhas filhas que compensam a barriguinha, celulites e rugas extras que sao as típicas marcas do tempo. Psicologicamente estou melhor que há dez anos atrás e me sinto além de tudo um ser humano melhor, ou seja, posso declarar aqui: „viva os anos!!!!“

Lindos e lindas para encerrar este post  – curto, mas muito especial eu gostaria também de compartilhar que está correndo um sorteio de dois livros meus ( O Paraíso sem Bananas) no Blog da Mel, a qual eu tenho que agradecer já pelo tremendo carinho e dedicao ao sorteio. Tenho que admitir que já estou surpresa pelo interesse das pessoas pelo tema. Seria delicioso se você também participasse!

Beijos e um lindo dia!

Ps. Na foto estava me acompanhando a Si, uma pessoa fantástica e super bem humorada. Saudades!

Share This:

Gorbi comemora 80 anos

Mittwoch, 2. März 2011

Prosit!

„…e para a comemoracao prepara-se uma festa  (fim de marco) de gala em Londres – Royal Albert Hall. Políticos de destaque no contexto mundial serao esperados para compartlharem do enlace e poderao parabenizar pessoalmente Michail Gorbatschow pelos seus 80 anos de vida. O evento contará também com a presenca da Orquestra de Londres – Sympony Orchestra  e estrelas como Brian Ferry, Paul Anka e outras personalidades…“

O mundo ocidental celebra o aniversário do pai da  Perestoika e Glasnost, pois  Gorbatschow é tao popular nesta parte do planeta, quanto talvez seja impopular no seu próprio país. Grande parte dos russos ainda sonham que no tempo da Uniao Socialista Soviética tudo estava muito melhor. Acabei de assistir um vídeo onde um Senhor foi entrevistado e ele afirmou categoricamente que no mundo soviético 60% da populacao tinha boas condicoes de vida, 40% nem tanto, atualmente é o contrário. No entanto quando analisa-se o contexto econômica da Uniao Soviética conclui-se rapidamente que o sonho do Império Soviético estava absolutamente insustentável. Tenho ainda muito nítido na memória quando em 1989 comentava-se em todos os cantos da escola que os cientistas soviéticos estavam catando batatas para sobreviverem – a situacao era totalmente caótica, a qual pode ser ligeiramente comparada à situacao atual de Cuba – tenho informacoes  que os até mesmo os médicos circulam pela capital de bicicleta. Por toda a ilha há uma total falta de perspectiva para as pessoas mais jovens, infelizmente Cuba está acabada, os sonhos de Fidel se tornaram pesadelo para a populacao – as mudancas profundas e radicais já deveriam há muito tempo ter comecado, talvez no tempo de Gorbatschow, o qual demonstrou ter coragem e determinacao suficiente para expor as feridas do sistema e promover as reformas suficientes no bloco socialista , o que lhe custou a impopularidade entre o seu próprio povo e a sua popularidade no bloco capitalista – principalmente na Alemanha Ocidental. Gorbatschow foi um grande parceiro da reunificacao alema. O governo de Honecker vivenciou o seu colapso – enre outros fatores –  porque perdeu o apoio político e militar da Uniao Soviética. Gorbatschow estava seguro  que a cortina de ferro deveria ser rompida, pois o sistema estava absolutamente em decadência. Hoje, mais de 20 anos depois da reunificacao, apesar de todas as dificuldades, tabus e discrepâncias nao se pode imaginar uma Alemanha dividida. O Muro de Berlim, todo o seu significado e consequências faz parte do passado histórico. Posso afimar, com alegria – é bom respirar por aqui os ares da liberdade. Gorbi contribuiu bastante para isto. Infelizmente ele nao resolveu os problemas do seu país, mas onde nao há problemas?

Beijos.

Share This: