Posts Tagged ‘Atestado’

Atestado de saúde à la Alemanha

Terça-feira, Janeiro 25th, 2011

Por que simplificar, quando se pode complicar?

A cor cinza predomina lá fora. A típica cor do inverno. Acabei de observar pela janela que cai do céu uma mistura de neve e água. Sim, chove e neva ao mesmo tempo. Sinceramente ainda nao me acostumei com a frequência com que temos mal tempo neste país. Nao gosto de reclamar muito, sobretudo quando lembro das últimas catástrofes que a populacao do Rio e Sidney vivenciou nas últimas semanas. No entanto expor os sentimentos sempre nos ajuda na obtencao de luz interna, a qual é muito mais importante que a luz externa – da qual sinto uma imensa saudade neste momento.
A propósito, sobre a exposicao de sentimentos – me senti inspirada a escrever hoje. Preciso compartilhar algumas das minhas últimas experiências. Eu deveria agora estar passando a montanha de roupas que lavei na última semana, ainda mais considerando que tenho uma nova tábua de passar roupas, pois a última que tivemos já foi usada por mais de 20 anos, segundo meu marido – o qual nao podia olhar mais para ela e colocou na cabeca que precisávamos de uma nova. Ontem fui eu ( meio contrariada confesso, pois eu continuaria usando a velha, já que detesto passar roupa seja sobre qualquer superfície) aproveitando uma promocao da rede ALDI, comprar uma nova tábua de passar. Ao colocar a tábua no carro, me senti de novo irritada, pois o seu tamanho é desproporcional ao porta-malas e  conseguir ajeitá-la entre os bancos me custou um tempo que eu nao tinha. No entanto quando cheguei em casa fiquei impressionada quando ao desempacotar a tábua observei que a mesma trazia consigo um certificado de garantia de três anos! Eu nao pude deixar de rir e pensar em como eu me surpreendo tanto ainda com a cultura alema. Eu nunca havia pensado na possibilidade de obter garantia para uma tábua de passar roupas…
A mais pura verdade é que mesmo depois de estar vivendo mais de dez anos neste país, eu me espanto ainda em como certos detalhes desta cultura me parecem, infelizmente, incompreensíveis – outro exemplo: obter um atestado de saúde. Tem já umas duas semanas que estou feliz da vida pela possilidade de poder num futuro próximo trabalhar de novo com criancas e adolescentes, mesmo nao sendo diretamente a minha área – nao tem problemas. Apenas ao pensar em mais acao, acompanhada pela energia e alegria das criancas me senti rejuvenecida (ao menos internamente) uns 10 anos. Lógico, como nada é fácil, tenho que me capacitar para tal empreendimento – o que considero muito positivo! Como parte da burocracia para obter a licenca para o cargo, além da capacitacao vou precisar atestar que sou saudável… normal. Muito entusiasmada com as novidades marquei no comeco da semana passada uma consulta médica para ontem. Até meu marido me questionar sobre o quanto o “Atestado” custaria – eu tinha certo cá  com os meus botoes que tudo seria muito simples, já que eu sou (gracas a Deus) uma pessoa saudável. Eu me mostrei otimista, frente à sua afirmacao de que isto custaria algo mais que os 10 Euros (o que se paga antes de consultas – além claro do que  o seguro de saúde paga por uma consulta normal) afirmando que nao seria possível que um “simples atestado de saúde” para uma pessoa saudável seria algo complicado de se conseguir…
Minha consulta estava marcada para as 16.30 hs. Eu estava lá 10 minutos antes e absolutamente convicta que teria em maos o meu “Atestado de saúde”. Agora perguntem-me o que eu tive em maos?
_ O lembrete da minha próxima consulta. Eu tive uma consulta médica (pré-marcada),  apresentei o meu cartao do seguro, paguei os 10 Euros para que o médico ficasse  informado:

  1. Que eu preciso de um atestado de saúde (novamente, pois antes a secretária já havia obtido esta informacao, também o por que do mesmo);
  2. Que eu nao sou fumante;
  3. Que eu nao sou portadora de uma doenca.

E me informar:

  1. Que eu terei que arcar com o preco do “Atestado”;
  2. Que terei que marcar uma nova consulta para os exames.

Eu me depedi dele muito “alegre e agradecida”, pois sou uma pessoa diplomática e para nao deixar de ser, eu simplesmente respirei fundo e nao perguntei – de forma prepositada – o quanto vai custar este “Atestado de saúde”  com a simples  intencao de nao perder a tremenda disposicao que eu estava sentindo em “seguir em frente” e com “saúde física e mental”.
Estou dramatizando? Ou nao?

Beijos.