Posts Tagged ‘Buga’

Magia…

Terça-feira, Agosto 30th, 2011

Flores de Koblenz exclusivas para você!

é o que tomou parte da minha rotina nos últimos dias. Nao, infelizmente nao é o caso que agora eu possa fazer mágicas – apesar que muitas vezes já me peguei pensando em como prático seria poder com num estalar de dedos deixar tudo organizado e brilhando por aqui para eu poder sem peso na consciência me dedicar aos meus hobbys ou fazer algo mais produtivo para a massa cinzenta, pois os afazeres domésticos sao entediantes, exaustivos, repetitivos e todos os enxergam como uma obrigacao inerente ao papel de esposa e mae. O pior de tudo é que quando tudo está em ordem ninguém nota, ninguém faz qualquer observacao, mas quando você nao teve tempo para os servicos que estao sempre te esperando… a família contrariada reclama, sem pestanejar, com certo mal humor. Aqui em casa tenho me empenhado em envolver os meus 3 nas tarefas domésticas, principalmente no domingo, quando têm mais tempo. Depois de certa discussao o príncipe e as princesinhas estao mais atentos ao que podem fazer para me ajudar na cozinha, etc… outro dia, muito brava, falei para os três: “se eu fosse camelo, estaria no deserto!” Nao obtive qualquer resposta ou reacao, mas neste domingo tudo já “funcionou” melhor. Domingo também comomeramos o aniversário da Vic. A festinha com os amigos será na sexta. No domingo comemoramos em família ao visitarmos a Exposicao Federal de Jardins (BUGA) em Koblenz. Domingo sim pude realmente apreciar os jardins, construcoes e tudo mais que foi exclusivamente organizado para este evento. O passeio foi muito bom para todos nós, ainda tivemos a sorte de ao fim da tarde contarmos com sol, céu azul e uma temperatura muito agrádavel. Chegamos em casa um pouco tarde para um domingo, mas estávamos felizes pelo dia e também com a felicidade da aniversariante.

Bem o fato de eu ter comecado este post escrevendo sobre magia significa que agora pouco estava eu de novo pela milésima vez ouvindo músicas de Bibi Blocksberg – uma “bruxinha” muito linda, inteligente e bondosa. Nao sei se em outras partes do mundo ela é conhecida, eu particularmente a conheci aqui na Alemanha através da Laura, a qual assim como muitas outras criancas sao fãs da Bibi  e por isso mesmo estou trabalhando (tentando!) coreografias com o tema Bibi. Tenho até sonhado com ela, sua vassoura (Kartoffelbrei), Tina e cia. Sinceramente? difícil!!!! Até porque coloquei na cabeca que gostaria de originalidade num estilo meio rebelde e sobretudo dançante… dançar neste país é algo tao diferente que no nosso… ser capaz de deixar-se livre, embeber-se e movimentar-se com o rítmo da música. Só isso, nada mais… este é um grande e delicioso desafio! Que os anjos me ajudem! Que os anjos nos ajudem! Amém…

Outras imagens de domingo exclusivas (para você!) da minha câmera:

Beijos.

Extraordinária – Excursao – Exposicao

Segunda-feira, Agosto 15th, 2011

A Esquina Alema (Deutsches Eck) do alto

Uma nova semana está em pleno andamento e eu sinto uma esperanca danada que ela seja um pouco menos tumultuada que a última. Sao tantas as novidades que estou muito confusa em compactar algumas impressoes em um post. Tenho dezenas de pedacos de imagens e diálogos rodopiando na cabeca feito peoes doidos e multicoloridos. Abrindo a semana lá estava Vic no seu primeiro dia de 2a série e sozinha na escola que antes compartilhava com Laura. Na terca estava Laura estreando sua nova escola. Até hoje ela nao consegue falar muito claramente sobre os seus sentimentos em ralacao aos novos desafios, outros colegas de classe e uma rotina muito diferente daquela do último semestre. Eu tentei concentrar minhas energias para apoiar minha família na adaptacao em muitas novas situacoes e em mim mesma no meu novo papel de “Übungsleiterin”. Sinto uma responsabilidade enorme e a preocupacao de fazer bem aquilo que me prôpus fazer me acompanha também nos meus sonhos e ou pesadelos. Enfrentar novos desafios, estar em contato direto com tantas pessoas num país tao diferente do meu têm me deixado mais inquieta do que eu gostaria, daí a minha dificuldade em escrever. Sentar-me e concentrar-me representa, no momento, uma grande dificuldade. Ontem estive lendo o jornal e tive ímpetos de compartilhar o que estava lendo sobre os 50 anos de construcao do Muro de Berlim – um fato histórico super importante para a Alemanha e o mundo. No entanto nao consegui o sossego suficiente para tratar aqui do assunto. Também nunca estive realmente segura sobre o interesse dos meus leitores, que infelizmente quase nunca se manisfestam. Penso que se eu nao tivesse descoberto o meu “Count per Day” (contador de visitas) já teria deixado no esquecimento a insistência em escrever, por outro lado as ideias pesam como chumbo, escrevendo me sinto um pouco mais leve.

Bem o fato é que entre todos os vais e véns, na sexta-feira tive a oportunidade de vistar a Exposicao de Jardins – Buga, em Koblenz. O passeio foi um presente da Associacao de Esportes da vila para as criancas que pertencem ao Club. Eu nao tinha ideia do receio que eu sentiria que alguma crianca se perdesse por  lá entre flores, pessoas, parques, stands. Senti por alguns segundos pânico de que ao voltarmos para casa uma ou duas criancas estivessem esquecidas em Koblenz. Nao tive realmente oportunidade para apreciar os campos cheios de flores, mas ao descer para a “Esquina Alema” (Deutsches Eck) utilizando o teleférico pude sentir uma onda de paz e felicidade por poder ver do alto uma parte de Koblenz que gosto tanto – alí onde o Rio Reno e o Mosela se encontram e tantas pessoas de diferentes países fazem pausa para suas fotos. Senti uma satisfacao enorme ao perceber a expressao de felicidade no rostinho das criancas ao experimentarem algo tao emocionante –  observar do alto, numa perspectiva completamente diferente,  a figura de Wilheim (o primeiro imperador da Alemanha unificada)  montado no seu cavalo. Também vê-las brincando tao esquecidas de tudo e todos, enquanto estávamos no “parque de água” valeu toda a preocupacao que senti antes e durante o passeio, além do tombo que levei a caminho das gôndolas… a culpa foi da Regina! ki…ki…ki…

Beijos e linda semana!