Posts Tagged ‘Comportamento’

Nunca é tarde… para nada!

Quarta-feira, Julho 13th, 2016

Primeira parte

Com uma boa estratégia tudo compensa…

O que existe de mais interessante do que forjar  planos?

Se para a  próxima viagem ou para o próximo fim de semana… temos a cabeça cheia de planos e intenções! Nossa  capacidade de imaginar não tem limites. Uma  noite de ópera, por exemplo. Uma maravilhosa sala de schows, um explêndido soprano, um opulento palco. Caramba, porque é tão difícil se concretizar um desejo? Quais os obstáculos que temos que transpor para finalmente experimentar algo de novo?

O grande obstáculo se chama comodismo. Executar algo de novo significa naturalmente a quebra da rotina. Muitas vezes isto se sucede quando observamos o nosso próprio rítmo de vida e todos os rituais saltam aos nossos olhos e nos convencemos de que o nosso bem cuidado cosmos personalizado se tornou apertado demais, sem que tenhamos realmente percebido.

Os cientistas afirmam que o cérebro busca o confortável. Romper com a rotina –  fácil falar,   difícil de praticar. O psicólogo inglês Vincent Deary descobriu que o nosso cérebro busca sempre, automaticamente o caminho mais simples para economizar energia. Nós nascemos com um cérebro, o qual trabalha preferencialmente no piloto automático. Para termos um impulso para  o novo necessitamos de grande incentivo/motivação.

Mulheres se esquivam dos riscos. O problema para concretizar desejos e alcançar novos objetivos recai realmente mais sobre as mulheres do que nos  homens, não por motivos socio-culturais. Atualmente, qualquer um pode da cabeça aos pés se renovar. Na  chamada sociedade multi-opcional pode-se fazer o que quiser, pode-se gostar do que quiser, amar quem quiser, viver onde e como quiser.

Na verdade nós mulheres somos acostumadas a sermos ativas durante a nossa vida inteira. Nós parimos e criamos  nossas crianças, dominamos nossas tarefas dentro e fora de casa e cuidamos do círculo de amigos. Contudo ao, eventualmente, alterarmos o nosso comportamento somos tremendamente hesitantes e cuidadosas. Em cada intenção prevemos mais riscos do que chances: o receio de perda de energia e de super-exposição nos privam de chances para vivenciarmos um novo fantátisco tempo.

De novo, mais ousadia. Então… qual a estratégia para enfim se provar algo de novo? Psicólogos e Life-Coaches sabem que é necessário mais do que a vontade para se concretizar um plano. Eles aconselham a se começar com um Realitäts-Check. Ele ajuda a se reconhecer o que se realmente deseja.

Agora, como se faz este check da realidade?

Amanhã, escrevo sobre ele…

Beijos.

Ps. Tradução literal do artigo “Es ist nie zu spät für nichts” – páginas 25,26 da  revista Victoria-Lebenslust ist zeitlos.

Filosofando

Quarta-feira, Maio 11th, 2016

Glück gibt es nur, wenn wir vom Morgen nichts verlangen/Felicidade existe apenas, quando não esperamos nada do amanhã

und vom Heute dankbar annehmen, was es bringt/e agradecidos vivenciamos o que o hoje nos oferece.

Die Zauberstunde kommt doch immer wieder./ A hora mágica, chega de novo… sempre… com certeza!

 

Hermann Hesse

 

Beijos!♥

 

Das Dunkel Bar/O Bar escuro

Sábado, Abril 9th, 2016

e uma fascinante experiência de “Inclusão”

Ontem tive o prazer de participar de uma excursão a Mainz (capital do nosso estado: Renânia Palatinado) para participar de uma feira sobre todas as possibilidades possíveis  de suporte às pessoas portadoras de deficiências físicas ou psíquicas para suas respectivas “Inclusões” no contexto sócio-econômico e político do país. Logicamente que este é um tema dasafiador e muito complexo em âmbito nacional e  internacional. No entanto, percebo que  muitos tabus relacionados à deficiências têm, ao longo dos anos (infelizmente bem devagar), sido superados e a expressão “Inclusão” tem sido levada um pouco mais a sério por todos nós.

Entre algumas novidades e propostas interessantes nesta direção, vivencie ontem uma experiência inédita e marcante! Visitei um bar absolutamente escuro, a única cor que eu podia enxergar no espaço era o preto! Senti na pele o que significa a cegueira! Preto! Tudo preto! Apenas o tom tranquilo da voz da minha guia, que é cega, me confortavam no meu desatino!

Neste bar trabalhadoras cegas conduzem, orientam e servem café, água ou sucos aos visitantes, como eu, temporariamente cegos. Eu, não acreditando que alguém pudesse viver envolta em tanta escuridão, tive que perguntar para a doce voz que servia meu suco se Ela realmente vivia no meio do negro. Ela me disse:

“_ Sim, este é o meu mundo”!

Eu achei incrível e fascinante esta experiência e nem sei explicar o quanto admiro as pessoas que não conhecem outra cor a não ser o preto♥

“É normal ser diferente”

Beijos!

 

Bálsamo

Domingo, Abril 3rd, 2016

Sei gut zu dir und vergib den anderen.

seja bom com você mesmo e perdoe os outros.

Buddhistische Weisheit.

 

 

Almas

Quinta-feira, Março 10th, 2016

Venho me apaixonando  incondicionalmente por  almas!

Vida e Filosofia

Domingo, Março 6th, 2016

Die Nacht,

a noite,

in der das Fürchten wohnt,

na qual o medo habita,

hat auch die sterne und den Mond.

Tem também a estrela e a lua.

 

Mascha Kaléko

 

 

Beijos e

linda semana!♠♥♣

comportamento

Segunda-feira, Fevereiro 15th, 2016

IMG_20150414_205143

A vida começa aos 50

Quinta-feira, Fevereiro 4th, 2016

e o preventivo número 2.

Na verdade, hoje é um dia prá lá de divertido para a mulherada em terras germânicas. Nesta quinta (schwerdonnerstag) às 11.11 da manhã – tradicionalmente – as mulheres (carnavalescas) se reunem em grupos, saem para as ruas, invadem as prefeituras e comandam a abertura das festas de carnaval. Normalmente, nesta quinta,  as mulheres (weiberfastnacht) estão permitidas, sem  qualquer restrição ou crítica a beberem mais que o normalmente e fazerem muita festa e barulho.

Eu, particularmente, como nunca fui realmente fã de carnaval nem no Brasil, me abstenho deste excesso e encaro minha quinta de carnaval como outra qualquer. Porém, nesta quinta eu tinha um compromisso extra… muito distante de festa carnavalesca… um compromisso com a ginecologista para o preventivo 2016. Sim, eu me preocupo e procuro estar atenta à minha saúde, afinal quero ver minhas filhas adultas, realizadas, felizes.

Fui decidida para o consultório, contente por -enfim- ter encontrado por aqui uma competente e gentil médica, muito diferente do meu ex- troglodita ginecologista. No entanto, não pude conter minha “surpresa” já ao conversar  com a recepcionista que ao verificar a minha idade, ao invés de perguntar – como normalmente – quando tive “meus dias”, me questionou se eu “ainda tenho meus dias”. Achei engraçada a pergunta, que de engraçada não tem nada… uma pergunta normal do ponto de vista da moça, mas sob o meu ponto de vista completamente nova, estranha mesmo! Achei engraçado também o meu sentimento de alegria ao responder positivamente à pergunta. Enquanto esperava para ser chamada ao consultório fiquei pensando sobre o tempo, idades, fases da vida e conclui que estou totamente despreparada para o segundo 1/2 século de vida. Me sinto como se tivesse 30 anos, em toda a plenitude.

Minha segunda “surpresa” eu teria ainda envolta nos pensamentos que a pergunta da recepcionista me cravou na alma, nesta manhã de quinta de carnaval. A médica gentilmente me “lembrou” que eu agora, depois dos 50, deveria também começar com um outro preventivo – o do intestino. Eu não estava também preparada para esta “novidade”, mas pensei comigo e comentei com a médica, tentando disfarçar o mal jeito, que “prevenir é sempre melhor que remediar”. Ela me explicou o procedimento e fomos para a área de exames. Bem, para nós mulheres e mães, nada tão  drámatico. Sobrevivi bem aos exames de toques… os laboratoriais, como de praxe, demoram um pouco mais. No entanto, o fato de que os anos realmente passam ainda está difícil de digerir. Envelhecer também é uma árdua tarefa!

Beijos de

amor e solidariedade ♠

Cores, dores

Terça-feira, Fevereiro 2nd, 2016

Um dia

cinza

embala

minha alma

fria.

 

A solidão

penetrante

absoluta

sem perdão.

 

A ânsia

pelo além

de almas

sensíveis

amargas

descompassadas.

 

Há realmente cores

muito além do arco-iris?

 

 

Linda semana!

Beijos.

 

Vida/Morte

Sábado, Janeiro 16th, 2016

38252_137775939586924_3940754_n