Posts Tagged ‘dica’

Loyalität = Lealdade

Sexta-feira, Novembro 30th, 2012

Melhorias precisam ter sucesso na calmaria, já que na tempestade não se pode mais consertar a vela. Moritz von Auffenberg

Dica de consultório: nunca criticar o (a) parceiro (a) na frente de outras pessoas:

Em todo caso, faz parte de uma relaςão o apoio recíproco. Desta dinâmica faz parte “fazer costas quentes”e não ridicularizar o outro na frente de outras pessoas – isto, penso eu, que é claro para todos nós!

No entanto existem situaςões nas quais temos opiniões completamente diferentes das do nosso parceiro e o  consideramos até mesmo totalmente injusto!

Também neste caso o que devemos fazer é manter a discriςão e tentar nos manter neutras, pelo menos até o momento em que outras pessoas estiverem presentes – “entre estranhos nunca critique o seu parceiro, principalmente pelas costas” – aconselha   Felicitas Heyne, psicóloga de Herxheim/Renânia -Palatinado. Esse tipo de ilealdade, com o passar do tempo, irá com certeza prejudicar a relaςão de confianςa, a qual é fundamental em toda parceria.

Traduςão– texto página “Leben” – Rhein-Hunsrück-Zeitung, N° 279 em 30.11.2012

Ps. Bem, problemas a parte – como disse o poeta: “ninguém é feliz sozinho” e muitas vezes uma  sessão de reclamaςão a parte com uma ótima amiga pode ajudar bastante a aliviar certas tensões da relaςão, afinal as dificuldades estão presentes no cotidiano de todos nós – ou  não?

Beijos e lindo fim de semana!

Doce aconchego

Sexta-feira, Outubro 21st, 2011

"Ninguém é de ferro".

Hoje é o meu dia preferido da semana: sexta-feira. No Brasil era o meu dia perfeito para Happy Hour. Uma ótima cervejinha no calcadão de Itajubá para paquerar e papear… como o tempo passa rápido! Isso foi há anos atrás! Atualmente não participo mais de Happys Hours – infelizmente! Tenho que buscar a descontraςão aqui mesmo fechada no apartamento. No entanto nao tenho do que reclamar, pelo contrário tenho apenas  que agradecer – por poder relaxar da semana super movimentada observando o pôr do sol através da janela da minha cozinha e depois poder sentar-me numa sala bem aquecida acompanhada da minha pequena família e de uma taςa de vinho, ou seja ninguém pode exigir mais da vida!

Minha semana foi fantástica a0 contrário das minhas previsões super pessimistas, que me tiraram o sono durante o fim de semana. Corri bastante de um lado para o outro, mas vivenciei novas situaςões que me acrescentaram muito e tive o privilégio de visitar duas mulheres muito especiais que me abalaram com suas próprias experiências de vida. Quem sabe um dia escrevo sobre estas visitas. Hoje ainda tenho um longo dia pela frente e o assunto sobre o qual conversamos é muito importante para ser exposto em poucas frases num post escrito às pressas…

Às pressas eu gostaria de escrever uma dica de relaxamento. Apliquei em dois dos meus grupos de trabalho esta semana e observei que foi bem recebida.

Massagem para  pequenos e/ou grandes:

Brincando de chuva:

  • Material: algo confortável, mas não muito macio, para se deitar
  • Música: calma, relaxante.
  1. Garoa – leve massage apenas com as pontas de todos os dedos pela regiao das costas;
  2. Chove – as gotas se tornam mais pesadas, ou seja, os dedos ganham um pouco mais de forςa para a intensificaςão da massagem;
  3. Chove forte – com intensidade e rapidez as costas são massageadas ainda com as pontas dos dedos;
  4. Chuva de pedras – a massagem é feita com as mãos em punho com uma intensidade moderada para ser agrádavel, mas não dolorosa;
  5. Neva – com cuidado:  dos ombros para baixo, os dedos sao  levemente escorregados;
  6. O céu se fecha – devagar cobrir com as mãos abertas a região das costas;
  7. O sol brilha de novo – retirar as mãos, o que significa fim da “sessão” massagem.

Quem sabe esta não seja uma doce  opςão para um momento de aconchego e descanso no fim de semana?

Beijos.

Batatas… eu quero!

Sexta-feira, Maio 20th, 2011

Um bom dia para ir para o jardim, segundo Laura.

Numa destas sextas feiras, enquanto estava no supermercado planejando o que iria cozinhar no domingo – só veio a cabeca a palavra “churrasco”, já que a previsao do tempo para o fim de semana era de sol e calor. Já me imaginava na sacada tomando uma “Stubi” gelada, enquanto assava a carne, salsichas… o fato é que viajei tanto no clima do churrasco que acabei esquecendo de comprar mayonese para a salada de batatas – um dos acompanhamentos mais simples para o churrasco “a la Alemanha”, o qual para mim assim como para a maioria dos brasileiros que vivem aqui – nao é o ideal, mas promover um churrasco neste país como os do Brasil é praticamente impossível, por vários fatores, sendo um dos  mais desagráveis: o preco da carne bovina. No entanto, já me acostumei com o sistema e procuro aproveitar o máximo as tardes lindas, raras, mornas de sol para comer na varanda ou no jardim – o que é um acontecimento também para Laura e Vic.

Ao lado de uma boa carne, a batata nao pode faltar. Assim, sem mayonese – resolvi que colocaria em prática duas variacoes deliciosas para a batata assada. Muito mais gostosas que a salada propriamente. Essas duas variacoes vou compartilhar com vocês abaixo, porém a qualidade da batata é de considerar – assim eu as compro no supermercado REWE e com terra. No Brasil, nas feiras ou mercados tradicionais, acredito que a qualidade seja superior àquelas das grandes redes de supermercados.

Ingredientes:

  • Batatas
  • Kräuter-Butter / Temperos – manteiga
  • Papel alumínio

Mode de fazer:

Primeira variacao:

  • Escolha batatas grandes. A quantidade depende do número de pessoas;
  • Nao descasque as batatas, somente lave bem;
  • Deixe-as expostas para secarem;
  • Embrulhe as batatas em papel alumínio;
  • Espalhe as batatas no meio das brasas da churrasqueira;
  • Nao esqueca de verificar  ca de 20 minutos depois se já estao assadas – se nao elas retornarao para o meio das brasas, se sim – corte-as ao meio, ainda bem quentes e recheie as batatas com “Kräuter-Butter” (mistura de temperos com manteiga);
  • Pronto, as batatas acompanhadas da carne, pao, saladas verdes… podem ser degustadas/devoradas – uma delícia, ainda quentes e semi-envoltas no papel alumínio.

Segunda variacao:

Ideal para churrasqueira elétrica:

  • Lave e cozinhe as batatas (com casca) normalmente. Aqui as batatas do tamanho médio sao melhores.
  • Após o cozimento, escorra a água e deixe as batatas secarem;
  • Parte-as ao meio e recheie com “Kräuter-Butter”;
  • Embrulhe as batatas em papel alumínio;
  • Coloque-as sobre a grelha;
  • Poucos minutos depois poderao ser servidas – ficam também deliciosas!

Bom apetite e lindo fim de semana!

Batata à moda alema, sob inspiraςão brasileira

Sexta-feira, Fevereiro 25th, 2011

"Viver e não ter a vergonha de ser feliz..."

Bratkartoffel ou batata assada/frita – um dos meus pratos preferidos desde que vivo em terras germânicas, se bem que no Brasil eu já era uma grande fã deste legume delicioso e super versátil.

De verdade, eu gostaria de compartilhar minhas últimas preocupaςões nesta manha cinza, mas estou sem inspiraςão para escrever sobre temas sérios. Assim, me despedindo por esta semana, pois o fim de semana será super movimentado com a sequência da programaςão de carnaval.                                                                                                                                            Eu nunca me empolguei muito com o carnaval, porém no meio deste inverno horrível e interminável ficamos felizes pela descontraςão que ele representa, além do que Laura e Vic que sempre curtiram o carnaval. Este ano estão ainda mais empolgadas por fazerem parte do grupo “Marienchengarde” ou “Funkenmarienchen” – acho que um sonho para qualquer menina que gosta de danςar. Eu fico feliz pela alegria e pelo orgulho que vejo nos olhos delas ao se vestirem com os trajes típicos e repetirem pela centésima vez a coreografia que durante muitas e muitas semanas ensaiaram.

Bem, eu gostaria sim hoje de compartilhar uma dica de cozinha – quem sabe para o fim de semana?

A dica é muito simples e deliciosa. Eu levei um tempo para conseguir fazer uma batata que agrada a todos nós aqui em casa, mas nos últimos tempos há briga para uma porcao maior de batata  à  moda alema, porém com inspiracao brasileira.

Ingredientes:

  • Batatas na quantidade desejada, dependendo do número e apetite dos integrantes da família. Importante: segundo a minha experiência a batata fresca, inclusive com terra é a mais saborosa. Aqui na região eu compro estas batatas na rede REWE;
  • Sal;
  • Manteiga ou por aqui Rama Culinesse;
  • Kräuterbutter – Knorr ou pasta de alho com sal.

Modo de fazer:

  • Coloque as batatas sem lavá-las mesmo numa panela com uma quantidade de água (fria) suficiente para cobrí-las;
  • Acrescente um pouco de sal;
  • Cozinhe as batatas até o ponto que estiverem bem macias, mas não de forma demasiada – senão você poderá fazer apenas purê;
  • Tire a casca das mesmas, e paralelamente;
  • Coloque em uma frigideira, sem exagerar na quantidade – manteiga ou Rama Culinesse;
  • Corte as batatas em fatias de expessura média;
  • Coloque as fatias devagar, uma por uma, na frigideira aquecida;
  • Vire as batatas, devagar, uma por uma;
  • Quando os dois lados estiverem marrons/dourados – espalhe sobre as fatias de batatas cubinhos (a quantidade vai variar de acordo com a quantidade de batatas) de Kräuterbutter da Knorr ou na falta deste preparado já pronto e muito bom fica a opção que também não é nada má da pasta de alho com sal – na qual se acrescenta mais manteiga;
  • Quando o tempero estiver derretido sobre as batatas, as mesmas devem ser, ainda quentes, servidas.

Como acompanhamento uma boa salada pré-preparada e carne com molho – os quais ficam a seu critério – as possibilidades são muitas para os não vegetarianos.

Bom apetite;

Ótimo fim de semana;

Beijos.

Captacha – I love you!

Sexta-feira, Janeiro 28th, 2011

Vivendo e aprendendo...

Esta é uma declaracao muito especial de amor! Eu tenho que compartilhar que hoje descobri como romper com a sequência sem fim de e-mails que recebo nos últimos tempos, os quais sao enviados para mim em forma de comentários, mas na verdade sao enderecos de páginas com propagandas de produtos que eu absolutamente nao tenho o menor interesse em divulgar no meu blog.

Pensando na possibilidade de ajudar outras pessoas que estao também já com os nervos “a flor da pele” em funcao dos  e-mails que recebe de máquinas pré-programadas com a funcao  de publicar enderecos comerciais em posts –  cuja finalidade nao é a comercializacao de qualquer produto que seja, resolvi que tenho que escrever este post o mais rápido possível. O termo mágico denomina-se Captacha. Acionando este Plugin você estará estabelecendo uma barreira entre a sua página e as máquinas que foram programadas para jogar informacoes indesejáveis nos posts, já que elas nao sao competentes o bastante para ler e escrever os números expostos. Sinceramente para mim esta é uma descoberta e tanto! Tenho que agradecer mais esta dica do Patrick – meu anjo da informática!

Assim se você também, assim como eu, é  absolutamente amadora nas questoes técnicas, considere este post especialmente dedicado a você. Para acionar este anti-Spam no seu blog (WordPress) você precisa de apenas alguns segundos e  utilizar as ferramentas que se localizam a esquerda da sua máquina. Os passos que eu segui foram os seguintes:

  • Cliquei em “Plugins”;
  • Cliquei em “instalar”;
  • Entre todas as possibilidades de Plugins que aparecem na tela, cliquei  em “comentários”;
  • Busquei entre os plugins – o denominado  Captacha (para testar cliquei no SI Captcha, que funcionou)
  • Cliquei em “instalar”;
  • Confirmei a instalacao deste plugin.

Automaticamente apareceram  números e letras que apenas os reais leitores que teriam um comentário por fazer foram capazes de lê-los e reescrevê-los e entao enviar o comentário para moderacao, ou seja as máquinas nao têm esta habilidade… ainda nao!

Beijos.

Torta salgada a la Sarah

Sexta-feira, Agosto 27th, 2010

Para uma deliciosa, leve e super saudável torta salgada ou bolo salgado (como se diz em Minas) do tamanho médio você precisa dos seguintes

"o que é que a gente nao faz por amor..."

ingredientes:

  • 3 0u 4 cenouras médias;
  • 4 ou 5 batatas médias;
  • 600 grs  filé de frango;
  • ervilhas (para decorar);
  • azeitonas (para decorar);
  • salsinha (para decorar);
  • Maionese de preferência Miracel Whip;
  • Um saco e meio de pao de forma (tamanho normal);

Modo de fazer:

  • Descasque e corte as cenouras e batatas, cozinhe-as com somente o suficiente de água e um pouquinho de sal;
  • Faca uma pasta bem cremosa de alho com sal, este será o tempero básico do recheio da torta, assim você precisará de vários dentes de alho;
  • Frite um pouco a pasta de tempero em pouca gordura (minha preferência é sempre para Rama Culinesse e acrescente os filés de frango (se preferir corte-os antes em pedacos menores), acrescente a gosto pimenta-do-reino e frite-os somente por alguns segundos, colocando logo em seguida bastante água quente. Deixe-os cozinhar até ficarem bem molinhos;
  • Corte as bordas dos paes e prepare a primeira (somente) camada da torta, para uma torta do tamanho médio você precisará de umas 6 fatias, que serao organizadas em formato “quadrado”, já sobre sua bandeja;
  • Estando bem cozidas a batata e a cenoura, depois de frias  você deverá triturá-las muito bem  até se tornarem quase  purê;
  • Quando o frango estiver bem cozido e frio, desfi-o e misture-o com as batatas e cenouras, usando pouquíssima água – a própria do cozimento. Bata-os no liquidificador ou mix, até eles se tonarem uma massa homogênea e cremosa – este é o seu recheio;
  • Ao seu recheio acrescente um pouco de maionese – a quantidade suficiente para dar mais cremosidade a sua massa, mas cuidado para nao torná-la muito inconsistente. Certa consistência é necessária até porque com o próprio recheio você vai cubrir e dar o acabamento total à torta;
  • Agora, recheie completamente a sua primeira camada de paes;
  • Coloque uma outra camada de paes e o recheio e assim sucessivamente (como em Lasanha) até o tamanho de torta desejado;
  • Ainda com o recheio você vai cubrir a torta toda, inclusive os lados.  Os espacos entre os paes, você poderá sempre tapar com pedacinhos de pao e recheio;
  • Por último docore a torta, segundo a sua inspiracao, com ervilhas, azeitonas e raminhos de salsinha.

Bom apetite!

A torta exige um pouco de tempo e paciência, mas o resultado vale a pena. É ótima para se servir em festas com um círculo pequeno de convidados. Quaisquer dúvidas e ou sugestoes, é só me escrever.

Beijos.