Posts Tagged ‘Febre do feno’

Gripe – Febre – Feno

Quarta-feira, Fevereiro 16th, 2011

Primavera - com ou sem a gripe do feno - linda!

Sao ainda 8.30 da manha, porém nos últimos dias nesta altura da manha já me sinto cansada. As últimas semanas foram de bastante entusiasmo com as novidades: uma perspectiva interessante de trabalho, a reforma da nossa sala de estar, o entusiasmo das criancas com as roupas e a coreografia para o carnaval, a mudanca do inquilino, certa calma no norte da África, dias sem neve e gelo (enfim!). No entanto nem tudo sao flores – embora possamos observar que os narcisos e tulipas despontam lindamente nos jardins e a   presenca marcante dos sininhos da neve (Schneeglöckchen) nos trazem o sentimento, a esperanca e a felicidade da primavera – infelizmente já vivemos também a “gripe/febre do feno” ou Heuschnupfen. Também pela primeira vez na vida (espero, a última)pude sentir algo do fenômeno denominado terremoto, felizmente em baixa escala, porém mesmo assim o sentimento de impotência bateu em mim muito forte quando eu senti que algo de totalmente diferente, inesperado e perigoso estava acontecendo, mas para a nossa sorte nao tivemos muito tempo para sentir realmente medo, pois  nao sabíamos o que estava acontecendo. Pude entender  a sensacao de instabilidade que havia há pouco sentido,  quando ouvi a notícia pelo rádio de que um terremoto tinha abalado o nosso estado. Com os furacoes já temos certa experiência, mas com terremotos… contudo ainda temos sorte, pois nada por aqui se iguala às grandes catástrofes naturais que, infelizmente, surpreendem cada vez mais populacoes em todo o planeta e o que podemos fazer contra é agir em favor da natureza. Mesmo nao participando de grandes acoes, todos nós podemos cuidar um pouco melhor da natureza – o que é fundamental para um planeta terra lindo, como é,  também para as geracoes futuras – isto é óbvio para todos nós. Agora, algo que também me incomoda – claro em menor escala – e também muitas outras pessoas é febre/gripe do feno. Além do medicamento que já conheco e nao é possível deixar de usar, nao vejo qualquer perspectiva de solucao. Os medicamentos que existem ( Lorano, por exemplo) ajudam a diminuir os sintomas da gripe, porém nao os eliminam. Nao sei porque, mas este ano ela chegou muito cedo para mim. Tenho lutado contra o ardor nos olhos, no nariz, a dor de cabeca, de garganta… o desânimo para enfrentar o dia, depois de noites mal dormidas. Eu gostaria muito de prestar a minha solidariedade para todas as pessoas que, assim como eu, se depararam em certa altura da vida com este problema, o qual é incompreensível quanto nos ataca a princípio e com o qual vamos aprendendo a conviver através de primaveras e veroes. O mais chato é que metade da nossa disposicao para enfrentar e disfrutar longos dias de luz, sao roubados por esta gripe. Do meu lado fica a tristeza por nao ter podido nos últimos dias saborear uma boa taca de Bordeux. A gripe do feno me rouba também parte do paladar…o que fazer? Se conformar com a ideia de que “nem tudo é perfeito”  e estocar, no armário, pacotes de  lencos.

Beijos.