Posts Tagged ‘Inverno’

Luzes e Advento

Segunda-feira, Dezembro 1st, 2014

A felicidade tem morada na harmonia pessoal e universal e não em "coisas".

Os dias escuros e curtos nos abraçaram de novo! As flores de verão e outono foram decepadas dos jardins, afinal elas não têm chance de sobrevivência com a geada que cobre cada centímentro de solo no hemisfério norte. Já fazem semanas que as aves selvagens partiram para o sul. Observo sempre o fenômeno com uma certa melancolia dolorida no peito. Procuro me animar pensando na luzes de natal que iluminam também o inverno frio, longo e deprimente que  chega, quase sempre sem atraso!

Sim. as luzes estão expostas e ontem vivenciamos o nosso primeiro domingo de advento. No sábado, entre compras,  e responsabilidades fiz questão de providenciar o nosso “Adventskranz” (girlanda) . Estava pensando no aconchego de um domingo em família, na expectativa de um tempo em paz e esperança  não apenas no meu círculo, mas numa atmosfera positiva para todo o universo. Eu pensei que seria um bom tempo para uma pausa de guerra, pobreza, doença e sofrimento para todo o planeta – um sonho de natal?

Penso que o tempo de advento é mesmo assim, nos aproximamos de nós mesmos, das pessoas que nos são queridas e sobretudo sonhamos embalados, suavemante, na mensagem de esperanςa que o filho de Deus representa. Afinal comemoramos em breve o nascimento paupável Dele – um dos grandes presentes do Criador para a humanidade – seu filho esteve entre nós, sentindo nossas misérias, banalidades, fraquezas e fortalezas.

Não seria fantástico uma trégua para a destruição, o racismo e  a fome sobre este planeta?

Talvez poderíamos presentear ao invés de coisas materiais, tempo e carinho para todas as pessoas que encontrássemos? Não seria um bom começo?

Linda semana!

Beijos!

Fugindo para o Sul…

Segunda-feira, Outubro 17th, 2011

Aufwiedersehen - até a vista!

Nova semana, novas preocupaςões, nova estaςão de ano, velhos problemas. Me concedo a liberdade de escrever apenas sobre a nova estaςão do ano, pois o resto não me motiva a nada no momento.

Pois bem, estamos em plena estaςão dourada do ano. Temos tido sorte de poder contar com a presenςa sensacional do sol, o típico sol alemão – gelado! Há três dias ao observar  o nascer do sol pude perceber, claramente, que não estava sozinha caminhando pelas ruas geladas de Mermuth. Eu observei que a algumas dezenas de metros acima da minha cabeςa, o céu estava  repleto de gansos.    O ruído que eles fazem quando partem   nos avisam que é hora de ir embora pois o inverno está chegando. Todos os anos o fenômeno me atrai e desperta em mim diferentes sentimentos: nostalgia, medo, saudade, expectativa de um bom inverno – muito frio, com neve e sol ao invés de muita chuva, chuva misturada a gelo, vento, furacões e sei lá mais o que pode nos surpreender nos próximos meses. No entanto tenho que admitir que o sentimento de inveja que sinto das aves migrantes me invade também com bastante intensidade… eu queria também ir para o sul. Quando observo os bandos voando com desiςão inabalável para longe daqui, eu gostaria de pertencer à eles… Rapidinho caio na real… que nada!  Aqui estou eu fixada à terra, aos compromissos, à vida da minha família. Acabo me adaptando ao frio, ao gelo e tentando me alegrar com a alegria das crianςas com a chegada da primeira neve e sobretudo com as luzes de natal. Enraizada à terra, tenho tratado de pensar prático e organizar novos pulovares, jaquetas, sapatos impermeáveis, meias, chales, gorros e tudo mais para Laura e Vic suportarem mais um inverno sem o risco de pegarem uma pneumonia. Pensando também prático motivei meu príncipe no sábado para trocarmos os pneus dos carros. Meio que empurrado por mim, lá estávamos na tarde ensolarada de sábado, equipando os nossos desgastados meios de transporte para a próxima estaςão do ano. Não adianta se iludir (pensei com os meus botões: o verão que nem chegou não vai estar, em poucas semanas, de volta).

Bem, na verdade eu gostaria de compartilhar com vocês o que li sobre as aves migratórias. O texto veio a calhar com os meus sentimentos e me esclareceu algo mais sobre estas aves tão especiais.

Desculpem-me, mas tenho que adiar a traduςão, pois recebi visita e agora não tenho mais tempo… pena!

Beijos e linda semana!