Artikel-Schlagworte: „Literatura Imigrante“

Verdades

Dienstag, 1. August 2017

Uma manhã,

cinza,

que cai tão bem

na minha alma fria.

A lástima da letargia,

sedutora,

plantada,

calada,

na solidão

da incompreensão.

 

Beijos pros de longe,

pros de perto ♥

Share This:

Nachdenken/Reflexão

Montag, 5. Juni 2017

Ich will nicht mehr die Welt verändern, dafür bin ich zu müde. Ich will nur gut machen was ich grade mache. Eu não quero mais mudar o mundo, para isso estou muito cansada! Eu quero apenas fazer bem o que estou fazendo agora.

Beijos.

Share This:

Um dia (quase) qualquer de abril…

Freitag, 14. April 2017

Alguns tantos anos passados. Tenho a sensação que sei muito menos do  que há vinte anos atrás, apesar da luta diária para aprender e crescer enquanto pessoa. Já me perdi muitas vezes entre os grandes e pequenos desafios que esta maravilhosa escola da vida me apresentou. Tenho mergulhado desde sempre de cabeça em alegrias, tristezas, conquistas e fracassos. Sim, aprendi ao longo desses anos que não vale a pena lamentar o passado, tampouco planejar com detalhes o  futuro. Esta sensacional lição da vida, venho incorporando à minha alma, o que a torna leve e de certa forma compensa a frustração das somas de aniversários. Contudo, nesta primavera tenho muito que agradecer ao criador do universo, pois estou saudável, carregada de energia física, e espiritual. Além do que, na reta final de mais uma formaςão profissional e com a certeza de que posso olhar para o futuro com positividade. O universo é muito bom comigo! No meio aos desafios que não procurei, acabei me encontrando num novo mundo profissional que me torna a cada nova experiência uma pessoa melhor. O contato diário com pessoas marcadas, sofridas me ensinam o quanto a vida tem me privilegiado desde que nasci. Atualmente experimento com muita intensidade cada sorriso das minhas filhas, as cores das flores me fascinam e ouvir os passarinhos cantando no quintal me tranquilizam. Uma sensação de equilibrio num dia (quase) qualquer de abril.

 

Beijos!

 

Share This:

Anjo que se foi

Freitag, 24. Februar 2017

Nosso  anjo

saido das entranhas brancas,

brancas de operações.

Chegou bem devagar,

se instalando em coraçōes,

avançando em ilusões

sorrateiras.

Suas marcas me sensibilizaram

sua docura e brandura

me acalmaram.

Fiquei feliz

na luz do sol

no sabor

no calor

por nos permitir

de uma forma quase normal

sorrir….

Ainda uma vez…

Adeus meu doce anjo de um olho só

seja feliz agora além

da dor

sem cor…

 

Com carinho para H.♥

 

 

Share This:

Setembro

Donnerstag, 8. September 2016

Primavera no Brasil.

nuances de outono  aqui.

Dúvidas

medos,

devaneios,

nos permeios,

desta passagem.

 

Beijos ♥

 

Share This:

O tempo

Mittwoch, 18. Mai 2016

veleja comigo,

aprendi

a contoncer-me a favor de todos os ventos!

Esta é uma linda lição da vida.

Uma dádiva do criador.

Gosto tanto dos meus cinquenta e um anos!

Cada segundo deles é tão precioso para a minha paz.

Para a minha conexão interna e externa.

Nem todos os dias tenho o privilégio da paz,

mas hoje é um dia especial,

apenas porque não sinto qualquer ansiedade,

qualquer insatisfação, qualquer preocupação.

Me sinto apenas muito agradecida

por reconhecer a melhor porção

de tanta interação…

Por poder

ouvir o canto

da passarinha que nos visita

agora, na primavera.

Por poder ver as cores

de tantas flores.

Por vivenciar a chegada

das minhas filhas,

de suas novas descobertas,

de suas aventuras e desventuras

nas tortuosas curvas

de nossas vidas

tão curtas.

 

 

 

Beijos

de inspiração,

numa literatura sem regras…

quem precisa delas?

 

Share This:

Almas

Donnerstag, 10. März 2016

Venho me apaixonando  incondicionalmente por  almas!

Share This:

Cores, dores

Dienstag, 2. Februar 2016

Um dia

cinza

embala

minha alma

fria.

 

A solidão

penetrante

absoluta

sem perdão.

 

A ânsia

pelo além

de almas

sensíveis

amargas

descompassadas.

 

Há realmente cores

muito além do arco-iris?

 

 

Linda semana!

Beijos.

 

Share This:

Natal – muito além dos pacotes…

Montag, 21. Dezember 2015

Pergunto-me agora, com alguma ansiedade, sobre o como dizer, o como escrever para pessoas tão queridas, nas quais penso com muito carinho – que  desejo tanto – que possam vivenciar nestes dias especiais de luz natalina, algumas horas de paz consigo mesmas e com o universo, independente de onde se encontram, do número de suas contas bancárias ou do volume de seus guarda-roupas.

Nos últimos anos tenho aprendido que o tempo de natal é um ótimo espaço interno para se dedicar exclusivamente para o que realmente importa: a busca da quietude do coração e estar com pessoas que sei, estarão comigo em outras datas e circunstâncias, independente de natais e pacotes.

Imagens e sons de pessoas queridas que estiveram em minha vida, algumas por pouco tempo, outras compartilharam comigo muitas alegrias e tristezas, muitas vivem já na outra dimensão – todas colaboram, ainda hoje, para a minha paz, para a integridade da minha alma. Me sinto agora, muito agradecida por todos os momentos que vivienciei junto à todas elas. Me sinto agora, muito agradecida por ter a oportunidade de agradecer ao universo por mais um natal, mais uma oportunidade de experimentar a sensação da presença de muitas pessoas queridas, além dos quilômetros e dimensões.

Um natal de paz

para você!

Beijos ♥

Share This:

Apenas por um minuto

Dienstag, 15. Dezember 2015

Sim, apenas por um minuto,

poder sentir,

um vento morno

acariciando minha face, meu corpo.

 

Apenas por um minuto,

poder sentir,

a temperatura, a testura de peles morenas,

sedutoras, doces, amenas.

 

Apenas por um minuto,

poder sentir

gotas pesadas da chuva quente

na sede ardente.

 

Primaveras, verões, vidas,

despedidas.

Essências,

despercebidas,

concebidas,

 

para sempre…

 

Beijos, com amor ♠

 

Share This: