Posts Tagged ‘Memória’

Um bom motivo

Domingo, Fevereiro 6th, 2011

para ir para a cama…

"Amanha será um lindo dia..."

Eu me refiro  apenas à  um estudo realizado na universidade de Lübeck sobre o sono e a capacidade de aprendizagem. E a boa notícia é que comprovadamente aprendemos sim, enquanto dormimos. Os pesquisadores afirmaram, após a análise dos resultados, que o cerébro armazena, enquanto dormimos e por um tempo mais longo  justamente àquelas  informacoes que nos serao muito importantes no futuro. O pesquisador do sono Jan Born nos esclareceu como transcorre o processo:

  • Conhecimentos prioritários sao marcadas, durante o dia, na parte frontal do cerébro e na fase profunda do sono sao memorizadas no meio do cérebro.

Como transcorreu esta pequisa:

  • 191 voluntários tiveram que decorar 40 palavras  e quadros com  imagens de animais e objetos impressionistas.

Resultado:

  • Os participantes que antes dos questionamentos haviam dormido tiveram resultados muito melhores que àqueles que nao dormiram. Os resultados mais positivos ainda foram obtidos pelo grupo que além de terem tido uma boa noite de sono foram informados antes  que seriam testados.

Ao ler o resultado desta pesquisa que foi publicada na última semana no jornal regional, me senti muito aliviada pois dormir é uma das minhas atividades preferidas e sempre aconselho minhas filhas a dormirem para “crescerem e aprenderem” – algo que sempre ouvia da minha própria mae e que ficou registrado no meu cérebro, provavelmente enquanto dormia.

Sei que ainda nao é hora de ir para a cama, mas vou desejando a vocês uma noite muito produtiva de sono e lindos sonhos!

Beijos.

Sinti e Roma – ciganos (“in memoriam”)

Sexta-feira, Dezembro 17th, 2010

Estrela negra - identificaςão em tempos de guerra.

Sintis e Romas são grupos de ciganos. Ontem o dia foi especialmente dedicado à triste história deste povo, o qual chega à Europa no século XVI, vindo da Índia. Desde os primeiros tempos os ciganos enfrentaram muitas dificuldades, sendo tratados sob rótulos negativos e expulsos de seus alojamentos de forma violenta. O modo de vida destes grupos de pessoas – nômades e  com uma cultura própria, sempre os colocou  em posição desconfortável e negativa perante outras sociedades e governos. Contudo nada justifica e se compara com o sofrimento dos ciganos, em território alemão quando, há 80 anos atrás,  os nazistas assumiram o poder. Os quais, absurdamente, perseguiram milhões de pessoas  simplesmente porque tinham outras crenças, estilos de vidas, opçães sexuais ou aparências  físicas.

As crianças- Sintis não foram também, infelizmente, poupadas do martírio. Não era permitido à elas frequentarem a escola. A maioria dos Sintis, assim como as crianças foram confinadas nos campos de trabalho (Arbeitslager), onde milhares morrem em fução da fome e do trabalho pesado.

Há 66 anos, em 16 de dezembro foram levados 20.000 Sintis e Romas para um dos campos de concentração e lá assassinados. Este fato extremamente triste deve ser lembrado em todos os dias 16.12 (Gedenktag). A propósito, atualmente vivem, novamente, milhares Sintis em território alemão.

Texto traduzido por mim com base em informações publicadas na edição 293 do Jornal regional Rhein-Zeitung, 17.12.2010.

Beijos.