Posts Tagged ‘Passeio’

Extraordinária – Excursao – Exposicao

Segunda-feira, Agosto 15th, 2011

A Esquina Alema (Deutsches Eck) do alto

Uma nova semana está em pleno andamento e eu sinto uma esperanca danada que ela seja um pouco menos tumultuada que a última. Sao tantas as novidades que estou muito confusa em compactar algumas impressoes em um post. Tenho dezenas de pedacos de imagens e diálogos rodopiando na cabeca feito peoes doidos e multicoloridos. Abrindo a semana lá estava Vic no seu primeiro dia de 2a série e sozinha na escola que antes compartilhava com Laura. Na terca estava Laura estreando sua nova escola. Até hoje ela nao consegue falar muito claramente sobre os seus sentimentos em ralacao aos novos desafios, outros colegas de classe e uma rotina muito diferente daquela do último semestre. Eu tentei concentrar minhas energias para apoiar minha família na adaptacao em muitas novas situacoes e em mim mesma no meu novo papel de “Übungsleiterin”. Sinto uma responsabilidade enorme e a preocupacao de fazer bem aquilo que me prôpus fazer me acompanha também nos meus sonhos e ou pesadelos. Enfrentar novos desafios, estar em contato direto com tantas pessoas num país tao diferente do meu têm me deixado mais inquieta do que eu gostaria, daí a minha dificuldade em escrever. Sentar-me e concentrar-me representa, no momento, uma grande dificuldade. Ontem estive lendo o jornal e tive ímpetos de compartilhar o que estava lendo sobre os 50 anos de construcao do Muro de Berlim – um fato histórico super importante para a Alemanha e o mundo. No entanto nao consegui o sossego suficiente para tratar aqui do assunto. Também nunca estive realmente segura sobre o interesse dos meus leitores, que infelizmente quase nunca se manisfestam. Penso que se eu nao tivesse descoberto o meu “Count per Day” (contador de visitas) já teria deixado no esquecimento a insistência em escrever, por outro lado as ideias pesam como chumbo, escrevendo me sinto um pouco mais leve.

Bem o fato é que entre todos os vais e véns, na sexta-feira tive a oportunidade de vistar a Exposicao de Jardins – Buga, em Koblenz. O passeio foi um presente da Associacao de Esportes da vila para as criancas que pertencem ao Club. Eu nao tinha ideia do receio que eu sentiria que alguma crianca se perdesse por  lá entre flores, pessoas, parques, stands. Senti por alguns segundos pânico de que ao voltarmos para casa uma ou duas criancas estivessem esquecidas em Koblenz. Nao tive realmente oportunidade para apreciar os campos cheios de flores, mas ao descer para a “Esquina Alema” (Deutsches Eck) utilizando o teleférico pude sentir uma onda de paz e felicidade por poder ver do alto uma parte de Koblenz que gosto tanto – alí onde o Rio Reno e o Mosela se encontram e tantas pessoas de diferentes países fazem pausa para suas fotos. Senti uma satisfacao enorme ao perceber a expressao de felicidade no rostinho das criancas ao experimentarem algo tao emocionante –  observar do alto, numa perspectiva completamente diferente,  a figura de Wilheim (o primeiro imperador da Alemanha unificada)  montado no seu cavalo. Também vê-las brincando tao esquecidas de tudo e todos, enquanto estávamos no “parque de água” valeu toda a preocupacao que senti antes e durante o passeio, além do tombo que levei a caminho das gôndolas… a culpa foi da Regina! ki…ki…ki…

Beijos e linda semana!

“Novas em folha”!

Segunda-feira, Abril 11th, 2011

"... nao tenho tempo a perder, só quero saber o que pode dar certo..."

Confesso que com certa dor na consciência aqui estou eu, disposta a compartilhar algumas experiências que acumulei nos últimos dias. A tarde está linda e há bastante trabalho no jardim, inclusive o corte de metade da grama que deixei para trás desde a última quinta-feira, quando o fim da tarde chegou rápido demais e eu nao terminei o que havia comecado pela manha. Hoje a minha motivacao para terminar o servico comecado está em níveis negativos… estou me sentindo muito cansada pelo fim de semana super desportivo que vivenciei e pela gripe do feno, ou me expressando melhor: o inferno do pólen. Nunca me senti tao sensível ao pólen, nos últimos anos o feno e a grama representavam o grande desafio para o meu sistema imunológico, este ano porém o pólen tem ocupado também o equipamento de resistência do meu corpo… deve ser a idade! (Para o meu desespero!!!). Contudo, esta historinha de alergia nao é nada importante, em outros tempos eu diria que  – tudo isso é pura “frescura”. O que é importante mesmo e o que me tocou profundamente nos últimos dias e me alienou completamente dos acontecimentos externos – nacionais ou internacionais, foram os seguintes:

  • Com a minha terceira aula de corte e costura pude terminar a leggings que havia planejado confeccionar para Vic. Ela gostou tanto da calca que nao a tira mais do corpo e informa todo mundo com muito orgulho que foi sua própria mae que a costurou “ponta a ponta” – Selbstgemacht: a expressao ideal para tais realizaoes e que os alemaes amam e admiram muito!
  • A visita da classe da Vic aqui em Mermuth – a professora planejou um passeio pela nossa vila, a qual se localiza ca de 1 km da escola. Logicamente vindo a Mermuth eu nao poderia deixar de convidá-los para uma pausa aqui comigo. Preparei “metade” do jardim, coloquei a mesa, a decorei com carinho com flores do nosso jardim e ali servi um  bolo de cerejas e outro de queijo (uma certa variacao é fundamental) além de café, água e sucos para a professora, outras 5 ou 6 maes que acompanhavam a turma e claro as 21 criancas que compoem a classe da Vic. Logicamente o stress no dia anterior e na manha antes da chegada das minhas lindas, grandes e pequenas visitas. Porém como já tive experiências semelhantes anteriores, a visita foi um sucesso, os adultos foram para o parque da vila com um sorriso nos lábios, resultado da satisfacao por terem sido tao bem recebidos no nosso jardim – com certeza nunca ouviram falar na “hospitalidade mineira”. Inescritível  foi ver e sentir a alegria das criancas por experimentarem novidades, brincarem com a nossa pequena tartaruga e por fim ainda serem surpreendidos com o convite para tomarem sorvete. Eu fiquei feliz, sobretudo com a alegria de Vic, que se sentia a própria princesa nos seus domínios privados. Por último ainda pude ampliar o meu vocabulário aprendendo com Benjamin que “Bude”, significa Wohnung – apartamento.
  • A alegria pela visita de tantas criancas lindas e amáveis e a sensacao de leveza por ter superado a ansiedade em receber tantos convidados durou apenas algumas horas, pois no fim da tarde deste mesmo dia eu estaria enfrentando outro desafio, desta vez totalmente desconhecido – o primeiro módulo  do meu curso de capacitacao para coordenar atividades esportivas. Sobre o qual vou escrever um outro post. Posso adiantar, no entanto, que estou fisicamente “quebrada”, porém psicologicamente mais inteira que antes e com a leve sensacao de que “tudo pode dar certo”.

Beijos.