Posts Tagged ‘Puberdade’

Puberdade=pais a prova

Sexta-feira, Março 11th, 2011

"Como abracar um Cacto?"

Com o comeco da puberdade os pais, com frequência, nao reconhecem mais os seus próprios filhotes. A doce proximidade da infância transforma-se em distância “aborrecente”. Aqui em casa, para a minha sorte, ainda nao estamos na fase aguda desta fase da vida das criancas, porém os indícios da mesma já sao bastante visíveis e penetrantes, por isso mesmo venho me preparando psicologicamente para ter uma chance de dancar mais ou menos conforme os rítmos malucos dos hormônios da minha filha pré-aborrecente e os meus próprios, os quais também sao colocados ao menos uma vez a cada mês (penso, esta é uma característica generalizada entre nós do sexo feminino)  em movimentos parecidos com os  de uma montanha russa, o que sem dúvida pode dificultar um pouco  a  convivência harmônica da família. No entanto quando somos capazes de compreender um pouquinho os nossos sentimentos e o porquê estamos tao sensíveis, carentes ou irritadas – podemos logicamente amenizar certos conflitos conoscos mesmas e com as pessoas que convivem conosco. Assim na esperanca de poder entender as mudancas de comportamento e postura da minha filhota “pré-aborrecente” tenho tido muito interesse no assunto – puberdade –  procuro ouvir com atencao a experiência de outras maes e ler artigos sobre o tema. Eu sei que nao há nenhuma resposta pronta ou manual de instrucoes para se evitar os conflitos normais que sao pertinentes à fase. No entanto, pensando que dicas de especialistas nos ajudam a lidar com certas situacoes, eu resolvi compartilhar com vocês  algumas informacoes que obtive lendo o caderno Leben/ Rhein-Hunsrück-Zeitung (n° 42). Resumindo em pontos concisos –  estes sao alguns  esclarecimentos que obtive e outros que reforcei  em relacao ao tema:

  • Nesta fase temos a impressao que nao conhecemos mais os nossos próprios filhos tamanha a mudanca que se opera nas criancas. Quase nao reconhecemos mais seus gostos, valores e prioridades;
  • As criancas em fase de puberdade colocam tudo e todos a prova, principalmente os próprios pais;
  • A puberdade coloca a “vida interior” da crianca em tormenta;
  • Entre o caos produzido pelas mudancas causadas pelos surtos hormonais, alteracoes do cérebro e  o esforco espendido para crescer/ tornar-se independente – as criancas perdem o controle sobre si mesmas;
  • Elas tomam atitudes incompreensíveis para os pais (os quais também nao sao realmente obrigados a entender). Isto é o indício que necessitam se firmarem em suas prórprias personalidades e para isso precisam  estabelecer e obter reconhecimento de suas fronteiras – em relacao aos pais (principalmente);
  • Os pais devem respeitar  a esfera de privacidade e o certo “distanciamento” que por vezes os filhos buscam – nao enervar com mil perguntas/questionamentos;
  • É normal e saudável a preocupacao dos pais para com os filhos, queremos estar informados sobre o desempenho na escola, relacionamentos com amigos, etc – por isso temos que cuidar para que o nosso contato com eles nao se rompa, mesmo depois de uma briga ou grande discussao;
  • Mesmo sendo/estando, muitas vezes, extremamente hostis –  os adolescentes, no fundo, querem e necessitam que os pais estejam interessados por eles. No entanto, simplesmente cravejá-los de perguntas nao demonstra realmente interesse, senao cobranca;
  • Os pais podem demonstrar  sincero interesse pelos seus “Cactos”, por exemplo, sentando-se em um canto da cama e puxando uma conversa com ele, perguntando como ele se sente… a diferenca entre o real interesse e perguntas enervantes/vazias é muito fácil de ser identificada;
  • Por último, valem ainda para nós pais, as seguintes dicas:
  1. Tentar nao se deixar provocar;
  2. Nao falar como tagarela (blá.. blá…blá… blá) na cabeca das criancas;
  3. Evitar ao extremo  insinuacoes e confrontacoes.

Bem, munidos de certa fundamentacao teórica –  só me resta desejar a todos nós muita paciência e sorte!

Beijos.