Tudo é uma questão de ponto de (rugas) vista:

"Alegria te mantém doce, desafios te mantém forte, tristezas te mantém humano, falhas te mantém humilde, sucesso te mantém reluzente"

“Rugas não são motivos para preocupaςões: a maioria dos alemães está absolutamente convencida de que demonstrar a respectiva idade não representa  qualquer problema. 87,4% dos cidadãos, segundo estatísticas da instituiςão GfK Marktforschung, rugas representam sinais de amadurecimento e experiência, as quais são simples e naturalmente inerentes à idade. Em relaςão às pessoas com mais de 60 anos, os números são ainda mais contundentes: 94,4%  dos entrevistados compartilham deste ponto de vista. Pessoas livres de rugas são consideradas por mais de 2/3 da populaςão como anti-naturais e de jeito nenhum bonitas.

Ainda uma descoberta: em relaςão a si mesmas, para muitas pessoas as marcas que o tempo deixou no rosto não é algo que deva ser considerado como problemático, pois  mais da metade dos entrevistados afirmaram  que não se sentem de forma alguma incomodados com as próprias rugas.”

Tenho que admitir que vou me olhar, a partir de agora no espelho, sob uma nova pespectiva – bom para mim, ruim para a indústria cosmética.

E você?

Beijos.

Texto traduzido na íntegra: Jornal Rhein-Hunsrück  (24.11.11), coluna – Die gute Nachricht (A boa notícia)

Tags: , , ,

Leave a Reply

*