Typisch…

"... mas tanto faz... já me esqueci de te esquecer porque..."

“Típico macho” – balancando a cabeca negativamente, pensei ontem a noite antes de ir para a cama – caindo de sono e muito contrariada, pois Jörg ao organizar  a sua mala para uma viagem de trabalho percebeu que entre todas as camisas brancas que estavam já penduradas no guarda-roupa, ele gostaria especialmente de uma que estava sem passar. Eu o informei que esta semana já havia passado umas 7 camisas e que ele teria outras possibilidades, mas ele estava convicto de que precisava justamente “daquela” que nao se encontrava entre as outras prontas para serem usadas. Eu encerrei a conversa dizendo que passaria hoje pela manha “aquela camisa” – eu nao tinha energia para tratar do assunto.

Hoje, em torno das 6 eu estava passando “a camisa” e ao mesmo tempo preparando o café da manha para toda a família que ainda dormia feito “anjo”. Agora estou sozinha. Meus anjos foram para as suas respectivas ocupacoes, cada qual satisfeito com o que vestia – para a minha sorte e alívio! Algumas vezes a questao “roupa” pega um pouco aqui em casa, pois minhas princesas também já estao super seletivas na questao moda. Victoria gosta de pura discontracao e conforto, já Laura se preocupa em estar “moderna”, “cool” – é capaz de se sentir desconfortável em nome da elegância. Algumas vezes me divirto com os conflitos internos dos três, aliás de nós quatro – a diferenca é que eu reclamo só com o espelho.

Vindo a calhar com os meus sentimentos “feministas” de revolta  contra o posicionamento  natural da representacao masculina que tenho aqui, acabei de ler um pequeno artigo no jornal de hoje com referência à uma pesquisa realizada entre 5600 homens – a qual vou traduzir abaixo:

Típico homem:  preferível futebol à Supermodelo

Amsterdam: Homens e Futebol! Segundo uma pesquisa a maioria dos homens abdicariam de um encontro com uma supermodelo em funcao da vitória do seu time preferido de futebol em uma final de campeonato. Ainda um número maior trocararia a despedida de solteiro de um amigo pela vitória de seu time. Entre os 5600 entrevistados, distribuídos em 12 países – 52% dos homens afirmaram que um encontro com a supermodelo brasileira Adriana Lima é menos importante que uma vitória de seu time na liga dos campeoes. 37% esclareceram que sem qualquer hesitacao optariam pelo seu time. Outros 58% deixariam de encontrar suas esposas e namoradas em funcao do sucesso de seu time preferido de futebol.

Duvidas?

Beijos, sem hesitacao.

Informacoes e números traduzidos de um dos artigos que compuseram o caderno Welt & Wissen, Rhein-Hunsrück-Zeitung, n° 120.

Tags: , , , ,

Leave a Reply

*