Velhas, mas explosivas:

Cuidado: granadas.

"Quem não conhece o passado, não pode entender o presente."

Em uma construção, numa cidade próxima daqui:  Euskirchen, mais um fato nos trouxe de volta fragmentos  da  Segunda Guerra Mundial. O motorista de um dos tratores que ali trabalhava – morreu e treze pessoas ficaram feridas,  por causa da explosão de mais uma bomba que foi jogada sobre a região, nos dias  de  guerra. Infelizmente, estas bombas que se chamam “Blindgänger”- bombas que não explodiram – são encontradas, frequentemente, em regiões que foram alvos específicos da forςa aliada, por exemplo – as regiões paralelas ao Rio Reno e Rio Ruhr. Ainda hoje, escondem-se, no coração da terra muitos exemplares deste tipo de bomba. Todos os anos especialistas procuram estes resquícios da guerra para desarmarem estas velhas, porém, altamente explosivas bombas, antes que  causem danos materiais e, principalmente, humanos. Nesta procura, antes, são analisadas as fotos antigas para a identificação das áreas que estiveram, com maior intensidade, na mira dos pilotos americanos, franceses ou ingleses. Em muitos casos, os especialistas encontram estas bombas antes dos moradores  e as desarmam, graças ao conhecimento e recursos técnicos que adquiriram. Em  alguns casos Eles optam por  “explosões controladas”, as quais são muito bem organizadas, inclusive com o evacuamento de quarterões completos de cidades. Infelizmente, quantas bombas ainda estão escondidas no subsolo deste país, os especialistas não podem informar.

Artigo traduzido da coluna: Notícias para Crianças, Rhein-Hunsrück-Zeitung, em 04.01.2014

Bem, para você, especialmente, um pouco de História Alemã no fim de semana, afinal… saber é sempre bom!

Beijos.

Tags: , , , ,

Leave a Reply

*