Posts Tagged ‘Judeus’

Israel – História e dor.

Terça-feira, Maio 24th, 2011

Saiba, lembre-se e nao cometa os mesmos erros!

Há 63 anos atrás Israel foi denominado “Estado”, ou seja Israel é um jovem país. Antes, por longos anos, os judeus nao tiveram um país próprio. Eles viveram espalhados em diversas áreas do planeta, principalmente nos países europeus – inclusive Alemanha. Os judeus, onde quer que estivessem, sempre tiveram que batalhar muito contra preconceitos e perseguicoes. No entanto, a perseguicao que sofreram na Alemanha – a partir do ano de 1933, quando Adolf Hitler assumiu o comando político do país – foi muito grave. Ele tinha como objetivo a dizimacao do povo judeu. Durante a Segunda Guerra Mundial foram, infelizmente, seis milhoes de judeus assassinados. Quem pôde fugiu do país ainda antes do início da Guerra. Muitos foram para a América para fugir da fúria e loucuras nazistas. Milhares, fugiram para a regiao onde os seus antepassados viveram, ou seja onde hoje localiza-se o Estado  Israel. Esta regiao foi há 2000 anos atrás uma das áreas mais importante do Reino Judaico até que os Romanos a invadiram e se apossaram da regiao. Assim, os habitantes desta regiao – os judeus, se viram desapatriados e por questoes de sobrevivência, se espalharam por muitos países nos diferentes continentes. Os sucessores dos romanos na regiao que antes pertencia aos judeus foram os árabes.

Após a derrota de Hitler e o fim da Segunda Guerra Mundial, os sobreviventes judeus solicitaram um país próprio, um território onde eles se sentissem em seguranca e em liberdade (algo totalmente compreensível!). No entanto, depara-se com um outro grande problema – há séculos, o território que antes pertencia à eles foi ocupado pelos árabes, denominados  Palestinos – os quais assim como os judeus construíram nesta área “Cidades Santas”, ou redutos religiosos do Islã (Religiao oficial própria). Assim nao admitiram simplesmente abandonar a regiao. O conflito estava evidente e na busca de uma solucao para o mesmo, políticos de quase todos os países do Planeta – no ano de 1947 –  optaram por dividir a regiao em Estado Judeu e Estado Árabe. Os judeus concordaram com a saída diplomática e a aceitaram, mas os Palestinos a recusaram. Quando entao, meio ano depois David Ben Gurion (represente político judeu) conclamou o Estado (País) de Israel, explode uma guerra na regiao – Estados Árabes nao reconhecem o novo país. Israel ganha a guerra, porém, infelizmente nao a paz. É o ínico do conflito constante que existe na regiao do Oriente Próximo.

Depois da guerra, Israel se apossa de várias regioes Arábicas e expulsam os Palestinos que viviam nestas áreas. Os quais fugiram para o reduto Árabe na regiao – Faixa de Gaza e Ocidente da Jordânia.  Infelizmente, a tensao perdura até os dias atuais. Muita violência e sofrimento fazem parte da História dos dois povos, apesar das tentativas de resolucao destes conflitos – por parte de vários políticos do mundo todo. Assim, violência e dor também, para o desgosto de todos nós, estiveram presentes durante as comemoracoes de aniversário da fundacao do Estado de Israel.

Sinto muito! Es tut mir Leid!  I’m sorry!!

Lo Siento mucho!

אני מצטערת

Texto base: traducao “Israels Geschichte”, escrito por Sonya Ross – Rhein Zeitung (21.05.2011)

Noite dos Cristais

Terça-feira, Novembro 9th, 2010

Qualquer forma de intolerância é inaceitável

Ironicamente o nome dado à noite de 9 para 10  de novembro, 1938 – noite dos cristais – soa bonito, até mesmo romântico para os meus ouvidos. No entanto, nesta noite os judeus na Alemanha e Áustria vivenciaram algo completamente distante da harmonia com que o termo “noite dos cristais” ressoa para mim. Exatamente há 70 anos atrás comecava um capítulo negro na história deste país. Naquela noite cerca de 400 judeus foram mortos, 30.000 foram presos e enviados para campos de concentracao, 1000 lojas – propriedades judaicas – foram destruídas e cerca de 1500 sinagogas foram transformadas em cinzas. Era o comeco oficial do martírio das pessoas de origem judia que viviam na Alemanha e Áustria. Martírio este que se arrastou por longos anos e mesmo após 65 anos de fim de guerra, aqueles que sobreviveram ao furacao Hitler e suas máquinas de mortes, sofrem em funcao deste episódio amargo da História alema.

Hoje para todos nós aqui em casa e da vizinhanca foi um dia normal, de muito trabalho, chuva e frio, mas agora ao ler o depoimento de uma testemunha do tempo sobre esta noite, eu nao me contive e precisei muito registrar aqui esta data, mesmo que sombria. É necessário ressaltar também que esta acao dos nazistas nao teve uma reacao favorável por parte do povo alemao, pelo contrário, a reacao foi de choque e perplexidade. A propósito estes sentimentos ainda estao latentes na memória dos cidadaos comuns deste país, os quais nao tinham realmente conhecimento sobre os motivos da guerra ou da real dimensao que a  perseguicao ao povo judeu acabou tomando nos anos sucessivos do governo de Hitler. Agora, quanto as consequências da guerra – estas sim os perseguem ainda…

Beijos.